03 fevereiro 2018

Hoje é para partir tudo!


Carrega Benfica!


O Benfica defronta esta tarde o Rio Ave, no estádio da Luz, no jogo referente à 21ª Jornada da 1ª Liga NOS, temporada 2017-2018. A equipa nortenha tem sido um osso duro de roer esta temporada para o conjunto de Rui Vitória. Em agosto do ano passado, os encarnados não foram além de um empate a uma bola, num jogo que até começaram a ganhar. Depois, veio a eliminação nos oitavos-de-final da Taça de Portugal, após prolongamento, num encontro de muito azar para o Benfica. Ambos estes embates foram na Vila do Conde, que apesar de apresentarem uma moldura largamente encarnada, não apresentaram, certamente, o inferno que lhes espera este fim de tarde/início de noite em Lisboa.


Os comandados de Miguel Cardoso, já não podem contar com o irreverente Rúben Ribeiro, transferido para o Sporting neste defeso de inverno. No entanto, precisamos de ter muita atenção a um menino chamado Nuno Santos e que tem um pé esquerdo virtuoso, mais não fosse porque foi formado no Benfica. Só um pequeno parêntesis sobre este jovem craque. No ano em que se falava da contratação do Zivkovic, torci um pouco o nariz a essa possibilidade. Não porque não via qualidade no sérvio. Nada disso! Mas, sim porque via que com a vinda do Ziv, o Nuno iria ter muitas dificuldades em ter o seu espaço no grupo. Depois, veio aquela lesão que o afastou praticamente um ano dos relvados. Quando regressou, estava mais individualista, mais ansioso e menos confiante. Espero que agora saiba aproveitar a oportunidade e a competência do seu treinador, pois o futebol português agradece. E, quem sabe se não regressa à Luz pela porta grande? Já aconteceu com o Ederson... De qualquer maneira, espero que hoje sejas dos melhores do Rio Ave, mas que não seja o suficiente para nos causar mossa!



Por falar no camisola 17 encarnado... quem deverá fazer o papel do Krovinovic como médio-interior esquerdo no actual 4-3-3 do Benfica? Dariam continuidade ao miúdo João Carvalho? Ou apostariam no jovem sérvio que tão boa conta deu em Belém? Se fosse por uma questão exibicional, a maioria de vós provavelmente responderia que deveria ser o Ziv a entrar a titular esta tarde. No entanto, alerto para uma reavaliação do contexto. O sérvio entrou em campo frente ao Beleneneses, numa altura em que foi alterada a forma de atacar do Benfica. O Rui Vitória incutiu uma variante ao sistema base. Acredito que se o modelo do sistema base já de si não está totalmente evoluído, esta variante estará ainda mais atrasada em termos de desenvolvimento. Mas, estarão a perguntar, porque razão o técnico encarnado apostou então nessa variante? A resposta é simples, naquele momento do jogo, com as condicionantes do adversário assim se proporcionava. O risco era inferior à possibilidade de sucesso. Agora, num início de jogo, será mais arriscado. Convém apostar no modelo mais trabalhado. E, esse modelo, é aquele em que o tridente atacante está bem aberto, com o Cervi na esquerda e o Salvio na direita e o Jonas no corredor central e, também, os médios-interiores a subirem para os meios-espaços do corredor central, colocando claramente pelo menos 5 jogadores na linha defensiva do adversário. É, literalmente a táctica do P3N7A. E, é por este motivo, que hoje daria nova oportunidade ao Joãozinho. Estou certo que na Luz, depois de um jogo menos conseguido, que o camisola 90 deverá entrar a todo o gás para distribuir chocolate.


No lugar de Rui Vitória, exigiria 60 minutos de grande qualidade aos jogadores que têm sido titulares neste modelo de jogo. Ou seja, a Varela na baliza, ao quarteto defensivo formado por André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Grimaldo, ao médio-defensivo Fejsa, ao quarteto atacante formado por Salvio, Pizzi, João Carvalho e Franco Cervi e, finalmente, ao "nove-e-meio" Jonas. Teriam que apresentar 60 minutos de grande intensidade a sufocarem completamente o Rio Ave, um pouco à imagem do que fizeram frente ao Sporting na Luz. Estou certo que com essa dinâmica e foco, resolveríamos cedo o jogo. Aliás, tenho a fezada de que o Jonas hoje poderá fazer um "hat-trick" - como é possível seres o melhor marcador do campeonato e ainda não teres feito três golos num só jogo, ó Jonas?! - fica aqui o desafio para o camisola 10. Para tal, vai precisar da ajuda de todos, incluindo do Joãozinho, para as assistências em passes de letra, mas também do foco e concentração da nossa linha defensiva, que não deverá estar muito afastada do nosso meio-campo (i.e., se tiverem que estar dentro do meio-campo adversário que estejam!), pelo que deverão confiar no Varela para limpar o espaço nas costas da nossa defesa.


Contudo, sei que impor este ritmo e foco é muito difícil durante os 90 minutos. Idealmente, as grandes equipas como o Barcelona e o Manchester City conseguem-no com a manutenção da posse de bola. Estas equipas respiram com a bola nos pés. Por outras palavras, elas descansam e recuperam o fôlego com a redondinha em sua posse. Quando recuperam o gás, lá esticam o jogo ofensivo com acelerações vertiginosas. No entanto, penso que o Benfica ainda não atingiu esse estado de maturação e de controlo, um pouco como acontece com o PSG, por exemplo. Daí que no lugar do Vitória, e tendo em conta as opções do nosso rico plantel, apostaria na variante com Zivkovic na segunda parte. Trocaria o Joãozinho pelo sérvio. Ao mesmo tempo, retiraria o Cerci ou o Grimaldo (com o recuo do argentino para lateral esquerdo, nesse caso) e para o lugar deste entraria o Raúl Jiménez. A ideia aqui é simples: a tendência para penetração no centro do ataque do Raúl, permitiria ao Zivkovic fugir da meia-esquerda para a ala esquerda, procurando depois com o seu virtuoso pé esquerdo o cruzamento milimétrico para os nossos atacantes. A última substituição seria para a entrada do Seferovic, ou do Rafa, ou até mesmo do Samaris. Pessoalmente, tentaria gerir o esforço do Jonas com a entrada do suíço. Com estas substituições, o que pretendia era que não tirássemos o pé do acelerador, porque hoje é para ganhar e... por muitos! 


O meu onze e substituições para o jogo desta tarde.




P.S.: O Luisão já está recuperado pelo que a pergunta faz todo o sentido: neste momento, o capitão tem lugar no onze titular?

18 comentários:

  1. Não foi com o Joãozinho mas partimos tudo!

    ResponderEliminar
  2. Tivemos sorte com a lesão do Salvio; Como já tivemos com a do Luisão. O Rafa, mesmo longe do fulgor que pode, tem talento que o Salvio nem em 100 anos.
    Depois Ziv é Ziv. Destaca-se em qualquer posição, mas é claro que craque é craque, não pode despender tanta energia na luta do meio, até porque fisicamente, não é muito forte.

    ResponderEliminar
  3. O Benfica pronunciou-se esta segunda-feira sobre a notícia que o jornal 'i' avança em manchete de que as "Câmaras do Norte financiam televisão do FC Porto".


    "Portocanalgate - depois do crime de divulgação de correspondência privada roubada ficamos agora a saber de suspeitas de um esquema de financiamento encapotado com dinheiros públicos e fundos comunitários. As máscaras vão caindo, a justiça que funcione", pode ler-se na conta de Twitter dos encarnados para a imprensa.

    O jornal 'i' publica hoje que "municípios ou agrupamentos municipais do Norte do país" investiram um total de 402.423,76 euros nos últimos três anos sob a forma de contratos de "aquisição de serviços" no Porto Canal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muito que falo disso entre amigos... ;)

      Eliminar
  4. O "problema" Luisão é assim: sem Luisão não há quem comande a linha defensiva, com Luisão a linha não pode estar alta. Para mim era o Rúben ir passar uns tempos a casa do Luisão e passar a beber só bagaço para ganhar uma grossa voz de comando! =P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O quê? Olha que não... olha que não...

      ;)

      Eliminar
    2. Posso ter sido ligeiramente hiperbólico... =P

      Eliminar
    3. Ligeiramente... ROFL ;)

      Eliminar
  5. Quem é aquele médio interior esquerdo que se fartou de distribuir chocolate e faz passes de ruptura com a mesma facilidade com que o Kim Jong Carvalho dá tiros nos pés?

    Parece craque...chegou agora em Janeiro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que sim... aliás, gostei muito dos três reforços que contratámos neste defeso. Agora sim, já temos um substituto de Salvio e do nosso goleador mor. Finalmente!

      ;D

      Eliminar
    2. ;) sabes bem que eu acho que o substituto devia ser o próprio do Salvio...de resto, é o habitual em RV - só com lesões nos Red Pass Relvado aparecem os verdadeiros talentos, como Rafa e Ziv...mais vale tarde do que nunca, seguramente, mas parece que a lesão de Dom Salvio é de curta duração- alas pour nous ;)

      Se te referes ao Jimenez quando falas em substituto para o nosso goleador mor, concordo...Jimenez só pode ser 9 e nada mais! Sobretudo, não pode ser o que foi em demasiados dos últimos jogos, quando entrou para deambular fora da área, caindo nos corredores laterais para participar naquele futebol 'combinativo' com o lateral e o médio interior...para isso, falta-lhe esclarecimento e critério na decisão, além de técnica na recepção e controle da 'redondinha'!...

      Carregaaaa Benficaaaa!

      Eliminar
    3. Mesmo! Teve recepções dignas do Marega.

      Eliminar
    4. Os grandes avançados mundiais são jogadores que têm um raio de acção enorme. Vê o Suarez, o Messi, o Ronaldo, o Neymar, o Cavani, o Kane, assm como era o Ronaldo (o fenómeno), o Batistuta, o Schevchenko, etc. Em Portugal é que se tem a mania de jogar para o "pinheirinho" e se isso pode ser muito bom para o desnivelado campeonato nacional, lá fora, perante equipas em que todos os jogadores defendem e atacam, um avançado como o Raúl é o que faz uma equipa ser de topo.

      Eu só peço que o mexicano tenha mais oportunidades. Pode até nem ser no lugar do Jonas, deixando o "et" em paz. Já só pedia que o Rui Vitória o escondesse numa ala como um Marega, ou um Martial, ou um Ronaldo, ou melhor, como um Cavani.

      Eliminar
    5. RB, por vezes és mesmo masoquista, até parece que gostas de maltratar os jogadores do Benfica. Comparar o Raúl ao Marega?! Perdoa-me mas, é mesmo "... da-se"! ;)

      Eliminar
    6. Concordo com tudo isso que dizes de Portugal e do pinheirinho, mas o problema não é esse: o problema é que falta ao Raúl técnica de recepção, controle e condução da bola, por um lado, e critério na decisão, por outro, para ter esse raio de acção que defendes - e bem, atenção. Aliás, confesso que até me diverti a olhar para os nomes que citaste e a comparar a técnica deles com a do Raúl!...;)

      Eliminar
    7. "...da-se" foram as recepções do gajo. Acho difícil comparar o Raul com esses nomes que metes aí. Muito difícil. Não que não seja útil para o Benfica, não que não esteja a ser sub-aproveitado desde que "não quis" ir para a China, mas não façamos dele o que não é.

      Eliminar