05 agosto 2014

Falta o quê?!


Faltará realmente um guarda-redes, um médio-defensivo e um ponta-de-lança para completar o plantel ao serviço de "Jota-Jota"?
O que é que realmente falta?

Analisando as posições referenciadas pelo técnico encarnado temos:

  • Guarda-Redes:
Para apostar num jovem
estrangeiro, porque não
apostar num jovem "tuga"
de grande potencial e
"made in Benfica" como
o José Sá?
Claramente a posição consensualmente mais debilitada, neste momento, no plantel encarnado. Artur não é solução e, inclusive, passou a ser parte do problema - é um dos jogadores mais bem pagos do plantel e com reduzíssima produtividade. Quanto a mim, deveria ser vendido neste defeso. Tendo em conta que temos Paulo Lopes como guardião experiente, não faz qualquer sentido ter o Artur, até porque se mantivermos-lo irá tapar um lugar para um jovem guardião da equipa B, por exemplo.
Sendo assim, uma ida ao mercado será necessária... e é aqui que começo a fazer umas quantas críticas! Pelo que tenho percebido, o perfil de guarda-redes que o Benfica está à procura (e que se enquadra naquilo que pode pagar pela transferência e vencimentos), corresponde a jovens guardiões com alguma experiência e que queiram dar o salto, ou então guarda-redes experientes na mesma linha de Artur. Atendendo que não queremos correr o mesmo risco que corremos com o guardião brasileiro, a solução passará por um guarda-redes jovem (entre os 20 e os 24 anos). Ora, então porque é que não se aposta na qualidade nacional? José Sá - que toda a gente se recorda da exibição que fez frente ao Benfica pela equipa do Marítimo na época passada - e até Mika - que no mundial de sub20 em 2011 foi o melhor guardião do torneio - deveriam ser equacionados. Até porque, pelo que vimos no último mundial, a camisola 1 da nossa selecção está longe de merecer consenso e penso que haverá possibilidade de ser dada a um desses jogadores referidos, caso venham a vestir o manto sagrado.

  • Médio-Defensivo:
É internacional A por
Portugal, fez uma excelente
pré-época no Benfica...
logo o André Almeida
tem de ser aposta, já!
Verdade que Fejsa está afastado dos relvados até o início de 2015 e que Rúben Amorim é demasiado curto face ao seus histórico de lesões e quantidade de jogos neste início de temporada (incluindo toda uma fase de grupos da Liga dos Campeões). No entanto, se excluirmos as soluções incomportáveis (em termos de valores) de Javi Garcia e outros jogadores mais experientes, sobra-nos mais uma vez o mercado de jovens valores.
Mas, não é isso que o Benfica fez neste defeso ao contratar o jovem brasileiro Anderson Talisca?! E, já agora, mesmo que se insista em trazer um médio-defensivo com o perfil de idades falado, não estaremos a hipotecar o futuro de um excelente e útil jogador como é o André Almeida?! É que, das poucas coisas boas que vi nesta pré-época encarnada, uma delas é exactamente as performances exibicionais do jovem internacional A português como médio-defensivo. Por mim, este seria sempre o titular. Outra opção para o lugar seria sempre do jovem João Teixeira ou de outro miúdo da equipa B.

  • Ponta-de-Lança:
Aos 23 anos, este tem de ser o ano
da aposta no Nélson Oliveira!
Ó Jesus... quer dizer... portanto... que Lima, Derley, Jara e Nélson Oliveira não contam para o totobola?! Percebo que Jesus queira um jogador com o perfil de avançado do Cardozo. Ou seja, que consiga ser um finalizador na pequena-área como era o paraguaio. Se possível, que seja exímio cabeceador... enfim, um matador! Presumo que o perfil atlético definido pelo Jesus desse ponta-de-lança seja parecido ao Tacuara. No entanto, então porque é que contratou o Bébé?! É que o ex-Manchester United, embora avançado polivalente (pode jogar nas faixas, conforme o temos visto jogar de águia ao peito), tem o perfil atlético para suprimir a lacuna causada pela venda do imortal Cardozo...
Seguindo esta lógica, concluo que Jesus estará descontente com os avançados com o perfil dos 4 mencionados - Lima, Derley, Jara e Nélson Oliveira. E, é aqui que não entendo. Primeiro, com a saída de Cardozo, o Lima fica encarregue de ser o avançado referência da equipa, logo em princípio o titularíssimo do XI encarnado. Segundo, Derley pelo que se sabe foi pedido expresso do treinador para esta temporada. Terceiro, porque Franco Jara, mais ou menos criticado, tem sido das melhores surpresas deste defeso, uma vez que demonstrou em todos os jogos capacidade de trabalho e excelentes apontamentos - desde assistências a golos, passando pelo volume de trabalho em campo. Quarto, Nélson Oliveira sendo uma referência ofensiva "made in Benfica" e com o potencial que tem, tem necessariamente de ser aposta! Depois há aqui outra situação, neste momento estão 5 jogadores (contando com o Bébé) para duas posições, mas pelo que vi nos últimos jogos do Benfica, Nico Gaitán, Talisca e Bernardo Silva também o são para uma dessas duas posições da dupla atacante... não será já gente a mais para duas posições?! Por fim, quem é que iríamos contratar que fosse melhor que as opções existentes? Mais experientes, seriam sempre jogadores caros. Menos experientes... para quê, se temos um Nélson Oliveira, por exemplo?!


Será que esta necessidade de colmatar estas posições, sobretudo a de médio-defensivo e ponta-de-lança, tem a ver com as possíveis saídas ainda neste defeso dos argentinos Enzo Pérez e Nico Gaitán? O ideal, até por questões de continuidade, era que estes dois argentinos não saíssem esta temporada, mas...
  • Se o Enzo sair:
Danilo Pereira é a solução de elevada
relação preço/qualidade. É jovem,
tem perfil físico pretendido para a
posição de médio-defensivo e é
"made in Benfica".
O Rúben Amorim será o seu substituto no curto prazo. Talisca será uma opção secundária, assim como João Teixeira e Bernardo Silva, conforme ficou patenteado na pré-época. Contudo, essa subida do Rúben para a posição "8" e com a lesão de Fejsa, faz com que sobre apenas o André Almeida para a posição "6", o que poderá ser muito curto para a primeira metade da temporada.
Nesta situação, das duas uma, ou o Benfica vai ao mercado buscar mais um médio-defensivo - e aqui poderá tentar por exemplo um Miguel Veloso que quer sair da Ucrânia ou um Danilo Pereira que é um dos melhores médios-defensivos a actuar na liga Portuguesa - ou vai ao mercado buscar mais um médio-centro, fixando o Amorim na posição "6". Neste caso, o Benfica poderá aproveitar a lista de dispensas do Manchester United e tentar pescar um Anderson, reabilitando-o para a posição "8" do Enzo, por exemplo. 

  • Se o Nico sair:
Rony Lopes tem sido
destaque neste início
de época... uma boa
solução para o ataque
encarnado que poderia
vir por empréstimo...
Nessa situação poderei entender o pedido de Jesus por um novo avançado. Não será tanto pelo ponta-de-lança, mas sim por um avançado que saiba jogar entre-linhas. Tanto Talisca como Bernardo Silva estão rotulados de jovens craques que jogam nessa posição, contudo, falta-lhes experiência e ritmo para os confrontos da Liga dos Campeões. Como tal, é necessário alguém à altura.
A aposta referida do Anderson, do Manchester United, até poderá funcionar para colmatar essa possível lacuna, mas existirá no mercado outras. Um jogador que está em alta e que poderia facilmente fazer essa posição, embora ainda jovem, é o luso-brasileiro Rony Lopes. Embora da mesma faixa etária de Talisca e Bernardo Silva, o bom momento individual que atravessa, fruto da embalagem do europeu de selecções do seu escalão, mas também da experiência de campeonatos secundários ingleses, que são mais competitivos, o Rony está neste momento um nível mais elevado que os outros dois. Sendo assim, penso que se integraria rapidamente nas funções pedidas naquela posição "10" encarnada.



P.S.: Nota que calculo que não haja dinheiro suficiente para trazer jogadores mais experientes e cotados, daí que tenha optado por jogadores jovens e portugueses ou com passado na Luz, mas todos eles de qualidade e com enorme potencial e margem de progressão, assim como já alguma experiência competitiva ao mais alto nível.

5 comentários:

  1. Jara, Enzo Pérez, Sidnei e Oblak não contam
    JOIAS PARA COLOCAR
    Segunda-Feira, 4 junho de 2012 | 06:57
    Autor: MIGUEL BELO E NUNO POMBO

    ResponderEliminar
  2. Nuno Oliveira06/08/14, 00:24

    É uma análise interessante. Eu sou da opinião que neste momento, exceptuando a posição de GR temos um bom plantel. O problema quanto a mim são as lesões que existem.

    Se formos a ver a defesa temos Benito e Eliseu. Curiosamente onde se previa que este seria o local mais dificil de reforçar acabou por ser dos menos criticados na pré-época.

    A centrais temos Luisão, Jardel, Lisandro Lopez e Cesar. Acabou por ser quanto a mim o maior problema da pré-época mas devido às várias lesões.

    Na direita existe Maxi Pereira e André Almeida.

    Depois temos Silvio que está lesionado e poderia libertar André Almeida mais como opção de meio-campo enquanto Fejsa também está lesionado. Ou seja, André Almeida pode ser um tapa buracos no caso de Maxi ou Ruben não poderem até voltarem Fejsa e Silvio. Mas será que com uma champions para disputar e tendo em conta que Ruben Amorim, Fejsa e Silvio são propensos a lesões isso é suficiente para toda a época mas principalmente para o inicio? Eu sou apologista da contratação de um médio defensivo de grande qualidade neste caso.

    No meio-campo mais ofensivo temos Enzo (espero que não saia tal como Gaitan), Talisca e Ruben Amorim. Até por podermos puxar Ruben Amorim para 8 era importante ter outro 6 no meio-campo.

    A extremos temos Gaitan, Salvio, Ola Jonh, Sulejmani e Bebe. Neste lote acho que temos 2 jogadores que podem fazer o tal papel de Rodrigo. Gaitan e Bebe. Penso que Bebe com a capacidade fisica e a velocidade que tem pode mesmo ser um caso sério nessa posição. Depois temos Lima, Derley, Jara e Nelso Oliveira e ainda um austriaco na B. Diria que na frente nem falta nada a não ser tempo para o entrosamento entre os jogadores.

    Resumindo. Eu contrataria um GR e um médio defensivo. Isto tendo em conta que não sairá mais ninguém do plantel. Com o que temos, mais estes 2 reforços penso que voltamos a ter um grande plantel para lutar pelo titulo. Deixando sair Enzo e/ou Gaitan a coisa fica muito mais complicada.

    ResponderEliminar
  3. O Rony foi emprestado ao Lille para esta época.

    ResponderEliminar
  4. o presidente vai falar ! vamos com calma sim

    ResponderEliminar
  5. A uns dias do fim do período de transferências continuo com a sensação de que faltam alguns jogadores ao plantel do Benfica, para além do risco de perder qualquer outro jogador importante mesmo pertinho do dia 31 de agosto. Para enfrentar uma liga dos campeões é preciso mais, mas vamos esperar que pelo menos não hajam surpresas negativas!

    ResponderEliminar