16 novembro 2012

Moreirense - Benfica: O meu onze para hoje



Com vários jogadores lesionados... Com um importantíssimo encontro a meio da semana frente ao Celtic, para a Liga dos Campeões... Este jogo frente ao Moreirense, para a taça de Portugal, tem todas as condições de servir para Jesus dar uma certa rotatividade à equipa titular encarnada. Já sabemos que o guarda-redes das taças será o português Paulo Lopes, assim como sabemos que este jogo marcará o regresso do capitão Luisão aos relvados após o período em que esteve castigado. Tendo em conta todos estes factores, resolvi colocar uma equipa com apenas 3 dos habituais titulares desde o início de temporada: Matic, Lima e Cardozo.

O onze titular...
Na baliza, conforme já foi mencionado, a titularidade será concedida ao Paulo Lopes, jogador que tem feito sempre exibições muito seguras pelo Benfica. Aliás, esta série de jogos sem sofrer golos começou com ele...

A defesa é totalmente remodelada, tendo em conta o habitual quarteto titular. Luisão é o principal destaque dado o seu regresso à competição e já foi inclusive confirmado pelo Jorge Jesus a sua titularidade neste encontro. Ao seu lado, escolhi colocar o Miguel Vítor em vez do Jardel. Conforme já tive oportunidade de escrever aqui, penso que Luisão e Jardel não formam uma dupla muito forte, daí que tenha tomado esta opção. Para além disso, Miguel Vítor precisa de jogar para que sempre que venha a ser chamado, como veio frente ao Rio Ave, não tenha problemas a acompanhar os ritmos de jogo. Acho este jogo uma excelente oportunidade para ele adquirir ritmo e tendo em conta que Luisão deve ser o seu parceiro nos treinos, até será benéfico para todos. André Almeida e Luisinho, embora não sendo titulares já têm vários jogos nas pernas para termos um elevado grau de confiança nas suas utilizações neste encontro. Aliás, o camisola 5 tem demonstrado que se calhar merece mais do que estes jogos nacionais...

O meio-campo foi remodelado a 50%. Com Enzo Pérez, Carlos Martins e Pablo Aimar, todos lesionados, com o André Almeida a ser necessário a lateral direito, sobra-nos André Gomes para fazer dupla com o sérvio Matic. Outra opção seria Bruno César, mas seria uma adaptação. Nas alas, para além do mais recente titular da equipa, o holandês Ola John, fazia entrar o argentino Nico Gaitán, até porque o Salvio não deverá estar nas melhores condições (saiu do jogo frente ao Rio Ave com uma entorse e jogou a meio da semana na Arábia Saudita pela sua selecção). Estes dois alas teriam liberdade para ir trocando entre si de posições.

O ataque, esse é que não mexia. Também não é para menos, pois Lima e Cardozo tiveram uma semana para descansar e aprimorar pontaria e entrosamento de jogadas em conjunto.

O banco de suplentes...
Em termos de opções defensivas, Artur seria o meu guarda-redes suplente, caso houvesse algum infortúnio durante a partida que impedisse a continuidade em campo do Paulo Lopes. Já Jardel estaria de plantão se houvesse necessidade de reforço defensivo. Mas, quem tencionava de fazer entrar durante a partida seria o jovem lateral direito João Cancelo.
Para opções de meio-campo, com tantas lesões, apenas levaria o Bruno César e seria para jogar como "10" ou segundo avançado. Para as alas, levaria duas opções: Nolito e Salvio. Este último só se tivesse em boas condições, caso contrário levaria o paraguaio Melgarejo.
A opção ofensiva que teria no banco seria o hispano-brasileiro Rodrigo.
Para além de João Cancelo, tencionaria fazer entrar em campo Bruno César (como "10") e Nolito ou Rodrigo. Em termos tácticos e entrada de Bruno César levaria a um esquema mais perto do 4-2-3-1 (ou 4-4-1-1) do que do 4-4-2 representado acima, embora o camisola 8 também pode incorporar-se no ataque como segundo-avançado.

Qual seria o vosso onze para esta noite?

Sem comentários:

Publicar um comentário