02 junho 2018

Quantos destes...


... teriam lugar no Benfica?


A crise da direcção leonina, que se está a transformar num autêntico verão quente do Sporting, está a levar a várias rescisões de contrato, começando pelo número 1 do plantel verde-e-branco, o capitão Rui Patrício e o jovem Podence. Provavelmente, estas rescisões não acabarão por aqui pelo que antevejo que mais 7 internacionais sigam o mesmo caminho, se o presidente deles até lá não cair. São eles o Jéremy Mathieu, o Marcos Acuña, o William Carvalho, o Rodrigo Battaglia, o Gelson Martins, o Bruno Fernandes e o Bas Dost.

A meu ver são todos jogadores com potencial técnico para envergar a camisola encarnada e, tendo em conta à oportunidade do mercado, não deveremos deixar passar. Obviamente, que o que não faltará serão candidatos à compra dos seus passes desportivos, nomeadamente, de clubes estrangeiros, ainda para mais, com a pujança financeira que existe em campeonatos como os inglês, o espanhol e o alemão, mesmo ao nível dos clubes menores, devido ao dinheiro que circula nessas ligas. Aqui penso que desta lista de 8 jogadores, o guardião Rui Patrício, o central Mathieu, o médio-defensivo William Carvalho, o extremo Gelson Martins e o ponta-de-lança Bas Dost, terão muito mercado no estrangeiro. O próprio Bruno Fernandes depois desta temporada também deverá ter propostas sedutoras do estrangeiro, onde já tem algum renome, fruto das boas temporadas no calcio. É óbvio, que se a proposta de vencimento não for muito diferente, o facto da maioria já estar adaptado à vida em Lisboa, poderá ser uma vantagem a favor de uma proposta encarnada. Sendo assim, a questão mesmo será, quais destes jogadores teríamos maior interesse tendo em conta a nossa actual equipa e/ou futuras transferências dela.

Na baliza, o Rui Patrício seria um belo reforço pelo que vale actualmente. Contudo, depois de termos feito vários investimentos em guarda-redes promissores como o Bruno Varela, o Svilar e, inclusive, a recente contratação de Vlachodimos, poderá não ser a melhor opção custo/benefício. No entanto, no curto prazo teríamos o problema da baliza resolvido. O maiores problemas do central francês são apenas dois: o seu elevadíssimo vencimento (fala-se em 4M€/ano, o que é incomportável para o Benfica) e a sua idade (que não permite retorno financeiro). Sendo assim, o investimento neste jogador teria de ser acompanhado com sucesso desportivo no imediato. E, a questão é mesmo essa: será que o central canhoto permitiria a segurança defensiva que precisamos no imediato? Tenho as minhas dúvidas, mas também acredito que um central canhoto melhoria e muito a nossa saída para o ataque. Depois a experiência internacional deste internacional francês não é de desprezar.

O ala esquerdo Marcos Acuña é talvez o alvo mais apetecível. Segundo se sabe é o jogador que quer ver a sua situação no clube resolvida neste defeso, pois não quer regressar a Alvalade. Provavelmente, quererá resolver a situação a bem, mas com um Bruno Carvalho completamente agarrado ao poder, provavelmente irá ser um daqueles jogadores que vai dar entrada da rescisão de contrato. A meu ver é um jogador que se vendermos o Grimaldo e, com a saída de Eliseu, seria o reforço perfeito para a lateral esquerda. Embora seja um extremo de origem, penso que na Europa, será como lateral esquerdo ofensivo que fará carreira. Aliás, o próprio seleccionador argentino, o Sampaoli o vê nessa posição. Depois, na Luz, com a companhia de Salvio, Cervi, e, possivelmente, de Lisandro e Ferreyra, terá companhia argentina que o fará sentir-se verdadeiramente em casa. Quanto ao médio-defensivo William Carvalho, a verdade é que aumentaria a competitividade para a posição 6 com o Fejsa. Ficaríamos bem servidos de dois jogadores para aquela posição, libertando o Samaris para outras funções que penso que o grego é superior. No entanto, o mercado que o internacional português tem no estrangeiro e o facto de já ter 28 anos e, provavelmente, querer fazer um enorme contrato em ano de mundial, dificilmente deverá querer vir para o Benfica. No entanto, estaria atento...

Outro argentino que teria boas hipóteses de ingressar no Benfica é o médio todo-o-terreno Rodrigo Battaglia. Penso que o argentino ainda não convenceu clubes estrangeiros a ficarem vidrados nele. Mas, o potencial está lá. O Battaglia é um jogador que alia uma disponibilidade física com uma boa técnica e melhor sentido táctico. Não é à toa que com ele em campo, o Jorge Jesus consegue adaptar melhor a equipa tacticamente. A meu ver, tal como o Samaris está demasiado amordaçado lá atrás, pois tem potencial para entrar na grande área adversária e aí criar superioridade numérica para a nossa equipa. Tendo em conta todo o contexto seria um jogador que facilmente poderia passar para a Luz. Já quanto ao Gelson Martins, é talvez o melhor jogador do Sporting. É seguramente o que mais desequilíbrios ofensivos cria para a equipa. Mas, é também o jogador mais cobiçado pelos clubes estrangeiros, que facilmente oferecem vencimentos proibitivos em Portugal. Seria um excelente reforço para o Benfica, embora pense que iria tapar um pouco o Rafa, isto para não falar de Salvio (se bem que o futuro deste a curto e médio prazo poderá não passar por aquela posição, nem pelo Benfica). Mas, também é bem verdade que o Gelson e o Rafa não seriam incompatíveis no mesmo onze, como tal, acho que tudo se resolverá a números e vontades.

O Bruno Fernandes fez uma temporada excelente. No entanto, num plantel encarnado que conta com Krovinovic, Zivkovic e Pizzi para a posição de médio-ofensivo, e, depois, da forma infantil como jogou o último dérbi em Alvalade, muito sinceramente, não me deslumbrou. Posso reconhecer o seu valor, mas não era um jogador que à partida faria um grande esforço. Só se alguns dos nossos craques saíssem. Agora, o Bas Dost, já é outro assunto. O poderoso ponta-de-lança holandês seria o parceiro ideal para o Jonas. Em primeiro lugar, penso que com 1,96 m de altura não tem pura e simplesmente oposição de cabeça em Portugal, e talvez na Europa. Isto é muito útil, pois jogando com dois avançados, frente a equipas que sejam dotadas tecnicamente e organizadas tacticamente, o perigo de serem superiores ao duo de meio-campo é elevado, pelo que a nossa equipa terá que ser muito boa no futebol de passe longo. Um jogador como o Bas Dost, tendo ao lado um jogador como o Jonas, transformaria esse modelo de jogo num modelo bastante útil em certos jogos e momentos, pois conseguiriam rentabilizá-lo. Acho que uma parceria destas num campeonato com 34 jornadas, daria mais de 60 golos.

34 comentários:

  1. Deixem-nos ir , vamos ser diferentes , o que nos fizeram foi errado e agora também é ,não gostava que o Benfica se aproveita-se com o Adversário no Chão , nós somos diferentes !...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adversário no Chão? Eles estão assim porque querem. Depois, não sei se seríamos os únicos a concorrer. Nem sequer estou a dizer para ficarmos com todos eles, mas uns dois ou três eram bem sacados.

      Quanto a sermos diferentes, poderíamos fazê-lo numa possível venda futura desses jogadores, mas isso só seria uma atitude nobre da nossa parte, porque na realidade, não acho que em caso de aquisição tenhamos que dever o quer que seja ao Sporting.

      Eliminar
    2. Eles já nos atacam por tudo e por nada sem fazermos nada. Não será por irmos buscar jogadores livres que já foram deles que muda alguma coisa. Mas duvido que os jogadores queiram ficar em Portugal!

      Eliminar
    3. Também duvido que queiram ficar em Portugal, mas há alguns destes 8 que não terão assim tanto mais mercado lá fora. O Acuña, parece-me o jogador realisticamente mais aliciante deles todos...

      Eliminar
    4. Mesmo no chão ainda mordem e nos acusam de tudo o que lhes vem à cabeça.
      Imaginem se fosse ao contrário... até o homem das pipocas tentariam aliciar.

      Eliminar
    5. Lol! Bem verdade. Mas, neste caso nem sequer deveríamos ficar melindrados. A culpa é de quem dirige o Sporting e se me perguntassem como presidente do Benfica se achava bem ou mal, retribuía a pergunta se achavam bem terem mandado agredir os próprios jogadores... Aliás, se há alguém a quem os adeptos do Sporting deveriam virarem-se contra era com o presidente deles.

      Eliminar
    6. Se estão no chão só têm de se queixar deles próprios.

      Os jogadores ao rescindirem são jogadores livres e por isso têm todo o direito para irem para onde muito bem entendem.
      Assim como qualquer clube tem todo o direito de os contratar.

      Penso que não precisamos, já arranjámos melhor no mercado. E temos na nossa formação jogadores que serão melhores num futuro não muito distante.

      É deixá-los afogar na sua própria gosma verde.

      Eliminar
    7. «Os jogadores ao rescindirem são jogadores livres e por isso têm todo o direito para irem para onde muito bem entendem.
      Assim como qualquer clube tem todo o direito de os contratar.»

      Ora nem mais, por isso mesmo não gosto muito do discurso de que não devemos procurar contratar se realmente for bom negócio para nós.

      Eliminar
  2. Bas Dost , Acuña e Rafael Leão que me parece bem prometedor seriam excelentes e nada moral ou eticamente nos impede de os contratar .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Acuña então era excelente. ;)

      Eliminar
  3. Também não vejo qualquer impedimento em termos de moral ou de ética. Os jogadores têm toda a razão em rescindirem por justa causa e a partir daí são livres como o vento. Ao mesmo tempo, o respeito só é devido a quem o merece e o Sporting - refiro-me não só a esta Direcção, mas também à esmagadora maioria dos sócios - não merece o nosso respeito.

    No entanto, tenho muitas dúvidas em relação ao sucesso dessas contratações. É preciso ter em conta que a milícia de Alcochete ainda não foi toda engavetada, e há muitos da mesma estirpe na "reserva" da Juve Leo, que fariam tudo para infernizar a vida daqueles que viessem para o Benfica. A pressão por parte de alguns dos nossos adeptos mais... impacientes também seria acrescida. (Remember Carrillo?). Na descomunicação social também haveria uma campanha nojenta para desestabilizar esses jogadores.

    Outro obstáculo seriam os salários. Estando livres, certamente terão ofertas na casa dos 2M a 4M€, o que fica fora da nossa estrutura salarial. Se estivéssemos a falar de algum super craque podia valer o esforço, mas não acho que seja o caso. Vejo alguns que podiam ser úteis no plantel: William, Bruno Fernandes, Acuña e Bas Dost, talvez sejam os que prefiro. Mas, sinceramente, não acho que nenhum fosse titularíssimo de caras. O Bas Dost seria, se voltássemos ao 4-4-2.

    Em resumo, por mim dispenso. Mas desejo-lhes a melhor sorte na desvinculação daquela casa de doidos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Acuna dava um jeitaço, assim como o Gelson e o Bas Dost. Os outros eram mais fáceis de replicar...

      Eliminar
    2. O Acuña dava, a lateral-esquerdo como dizes. Para extremo falta-lhe qualidade técnica e imprevisibilidade. Do Gelson não sou fã, sobretudo nas decisões, e já não é um menino. Não acho que fosse um acréscimo em relação ao Salvio ou ao Rafa. Se o Salvio sair, prefiro subir o Heri e o Willock. O Dost, sem dúvida. O William era uma bela alternativa ao Fejsa. E o Bruno, ao Pizzi.

      Mas no global, acho que o custo/benefício não compensa. Por custo, digo salários e "agitação social". E o processo judicial será ainda mais violento para o jogador se ele ficar em Portugal e logo no Benfica.

      Eliminar
    3. Por acaso acho o problema do Acuña como extremo esquerdo o mesmo que o Cervi. Talvez por isso, também vejo o Cervi como lateral esquerdo...

      A subida do Heri espero que esteja garantida, porque ele bem merece. Já agora, gostava de ver o Joel Tagueu que poderia ser uma referência para o Heri na primeira equipa...

      O custo/benefício não compensar, não estou tão certo disso. Acredito que por exemplo o Acuña quisesse marcar contra o Sporting, sobretudo, se o Bru Mal Disposto continuar por lá.

      Eliminar
  4. Comprar o passe...oferecer prémio de assinatura alto...vende-los pelo dobro ou triplo, temos lucro e ainda damos porrada e gozamos com os lagartos...mas eu ficava pelo menos com o Acuna

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto dessa forma de pensar. 😉

      Eliminar
  5. Matthieu faria uma dupla de sonho com Rúben Dias; Bas Dost uma dupla de sonho com Jonas, mas implicaria voltar ao 4x4x2, o que não me parece que fosse desejável, pelo menos com o perfil de jogador que temos para a posição 8; Gelson seria perfeito, por mim Salvio vendia-se e Rafa jogava na esquerda; William seria um grande segundo seis no plantel, como backup do Fejsa (uma necessidade antiga nossa). Acuña para lateral esquerdo sim, sobretudo se Grimaldo sair. Bruno Fernandes por troca com Pizzi nas opções para médio interior/médio ofensivo do plantel seria sopa no mel e uma fabulosa dor de cabeça para o treinador que tivesse de escolher dois do trio Zivkovic, Krovinovic e Bruno Fernandes!...Battaglia dispenso, mas não ficaria chateado se viesse...

    Mas isto é apenas um exercício fútil, embora interessante: duvido que algum deles queira ficar em Lisboa, com os mitras da JL sempre à perna deles e das famílias...e se quisessem, duvido que o rendimento fosse o que eles podem dar - recordando Carrillo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O 4-4-2 é possível com um Acuña a lateral, porque dessa forma o Zivkovic podia ser um pouco mais médio-interior, mantendo na prática um tridente da meio-campo.

      Quem eu dispenso é o Bruno Fernandes. Não gosto da sua atitude, sobretudo, quando os jogos não lhe correm de feição. Perde rapidamente a cabeça e um jogador do Benfica jamais poderá perder a cabeça. Aliás, perante o cenário actual do futebol nacional é proibitivo termos um jogador destes. Nos jogos grandes jogaríamos com menos 1. Olha que o Battaglia poderia ser um bom reforço. Precisamos de jogadores com outra dimensão física, pois a dimensão física dos nossos atacantes não é lá muita...

      Os mitras da JL jamais tocariam num jogador do Benfica, porque isso era criar uma guerra... Acredito que hajam jogadores que se o vencimento for equiparável num clube estrangeiro, preferem cá ficar, até porque viriam para uma equipa que joga para ser campeã e joga na Champions.

      Deste contingente do Sporting apenas o Rui Patrício, o William, o Gelson e o Bas Dost são jogadores de Liga dos Campeões. Todos os outros faltam-lhes ainda alguma experiência. Por isso não estou a ver todos estes jogadores a irem para os tubarões europeus...

      Já agora, o problema do Carrillo no Benfica prende-se somente com um ponto: o nível dos futebolistas encarnados é muito elevado!

      ;)

      Eliminar
    2. A minha questão com o Battaglia é só porque gostava que para o ano, o Gedson Fernandes e o Pepê Rodrigues tivessem algum espaço. E com Fejsa, Samaris e William (😏), se também viesse o Battaglia, iriam perder espaço. Fiquei entusiasmado com o pouco que vi do Gedson - um 8 mais físico e mais todo o terreno, de queimar linhas em condução de bola mais do que em passe, com um perfil muito diferente dos outros 8 que temos, por isso complementando-os bem (lembrei-me muito do Enzo Perez...). E do Pepê também, já agora. Um 6 diferente de Fejsa, se calhar melhor com bola no pé e pior a recuperá-la...fez-me lembrar...William Carvalho!

      Foi só por isso que disse que dispensava Battaglia. Face a Fejsa, Samaris, Pedro Rodrigues e Gedson Fernandes, escolhi entre William e Battaglia...

      Só depois de escrever o comentário reparei que me esqueci do míudo mimado do momento, Rui Patrício. É claro que é muito melhor que o Varela, mas sempre achei que ele sempre foi muito sobrevalorizado. Então aquele delírio dos lagartos o pôrem no top 5 mundial, meu Deus...acho que ele é muito bom entre os postes (mesmo assim, frangos de YouTube são mais que as mães), mas nas saídas a cruzamentos e controle da profundidade deixa muito a desejar. Se ele vier, fico contente só porque temos um grande problema na baliza que ficaria solucionado. Mas seria uma solução ainda assim a milhas de um Oblak ou de um Ederson. Resumindo: o Ederson e o Oblak são dois grandes guarda-redes, o RP apenas um bom guarda-redes...mas o Varela é um guarda-redes medíocre!...e o Svilar precisa de crescer em competição (tem potencial para ser bem melhor que o RP).

      Esse teu 4x4x2 era mais uma vez um sistema híbrido/assimétrico, não era? Muito gostas tu de introduzir assimetrias nos sistemas tácticos...;) o Acuna a fazer a ala toda como carrillero de um sistema de três defesas, mas num 4x4x2, com lateral e ala do lado direito, Ziv a meio caminho entre médio interior esquerdo e falso médio ala esquerdo? 🤔

      Finalmente, subscrever a crítica do Chama ali acima à tomada de decisão do Gelson - estava para fazer essa ressalva no meu comentário, mas deixei passar. Como ainda por cima o treinador parece que se vai manter, não lhe augurava grande evolução nesse aspecto...

      Eliminar
    3. Percebo-te BP. No entanto, repara que o Pêpê se ficar na próxima época no plantel principal ou tem um comportamento fora-de-série ou então irá ter as mesmas oportunidades que um João Carvalho ou um Diogo Gonçalves. Por um lado, é importante que ele possa estar num plantel com o nível do Benfica, para ele perceber o que tem de fazer a mais para chegar à titularidade. Mas, por outro precisa de jogar. E, repara que o Pêpê não foi um titular indiscutível no Estoril... ter talento e pinta não é tudo.

      O Rui Patrício não é nenhum miúdo mimado, fico puto com o Bruno Carvalho quando diz isso. Demonstra bem o nível que ele tem. Para o nível interno e de Champions é muito bom, apesar de concordar que não estará no top 5 mundial (Neuer, Buffon, De Gea, Navas, Ederson, Allison, Ter Stegen, Oblak)... só se for numa competição. O Varela ainda tem de ganhar calo. Parece o Patrício das primeiras épocas...

      As assimetrias têm a ver com as características de certos jogadores e as zonas onde pretendes criar os desequilíbrios. Como é óbvio, no momento defensivo estas não podem existir, pois não podes dar espaço ao adversário.

      Defendo uma espécie de 4-4-2 que tenha hibridez para se transformar num 4-3-3 ou até mesmo num 4-2-3-1 ou, inclusive, num 3-4-3 (descida do médio-defensivo para central).

      O Gelson precisa de jogar colado à linha. Com aquela velocidade, ginga, basta fazer o que o Sané faz no City à esquerda, mas à direita.

      Eliminar
    4. Também não tinha falado do Patrício antes, mas concordo com o BP. Bem melhor que o Varela, mas ainda abaixo do que desejo para o Benfica. Precisamos de um GR mais completo, com maior raio de acção e muito melhor com os pés.

      Eliminar
    5. Pois precisamos, mas se a nossa defesa continuar a jogar com a linha como jogou esta temporada, do que nos serve ter um guarda-redes desse tipo?

      Eliminar
    6. É claro que o RP não é nenhum miúdo mimado, PP. Estava a ironizar com a situação no Circo do Lumiar - o melhor circo do mundo porque está em actividade durante todo o ano, com sessões diárias de manhã, à tarde e à noite.

      O Gelson concordo, tem que ser extremo puro, colado à linha. Também por isso defendi o Rafa na esquerda...

      Não falaste do Gedson...o que achas dele? Faz-te sentido o que eu escrevi dele acima?

      Eliminar
    7. O Gedson tal como o Pêpê dependerá do que eles demonstrarem na pré-época. Estarem bem fisicamente é fundamental. Mas, também é fundamental jogarem simples e terem boas tomadas de decisão com e SEM bola. Realcei o sem, porque é fundamental isso.

      Acredito que só dependerá deles ficarem e agarrarem o lugar, por chances o Rui Vitória dá a todos eles.

      Eliminar
    8. Sem dúvida. A inteligência de jogo e a tomada de decisão foram as qualidades que mais me impressionaram em ambos, do pouco que vi. Depois, do teu homónimo fiquei com dúvidas sobre jogo sem bola - agressividade e disponibilidade - enquanto do Gedson me pareceu serem esses também pontos fortes dele. Pareceu-me ter tudo: inteligência, tomada de decisão, técnica, pulmão,...

      Eliminar
    9. Não são BP. Ao nível dos jogadores da geração deles são dos melhores, mas quando colocas em campo frente a médios mais experientes e com ratice, vejo as deficiências de posicionamento sem bola todas. Faltam crescer muito. Acima de tudo na concentração durante todos os momentos de jogo. Por exemplo, o Gedson com o potencial todo dele, se fosse realmente um fora-de-série teria dominado o meio-campo do Benfica B e elevado a equipa ao top 5 da 2ª Liga...

      Agora, os miúdos também precisam de passar pelas dificuldades normais para crescerem. O crescimento de um futebolista não é sempre o mesmo. Já vi miúdos a serem muito maduros quando jovens e depois perderem-se e outros que eram uns alheados a tornarem-se verdadeiros craques. Há de tudo um pouco. Vejamos como estes dois vão agarrar a pré-época.

      Notar, que foi devido à pré-época que o Renato agarrou a batuta do nosso meio-campo...

      ;)

      Eliminar
    10. "Mas, também é fundamental jogarem simples e terem boas tomadas de decisão com e SEM bola. Realcei o sem, porque é fundamental isso."
      Ou seja fazer exactamente o contrário daquilo que faz o tão amado neste blog, Pizzi.

      Mascarenhas

      Eliminar
    11. O Pizzi é excelente jogador. Muito os putos têm de jogar para chegar ao nivel do transmontano.

      Eliminar
    12. É excelente é... então sem bola é um craque de nível mundial, aqueles olhinhos a defender é uma maravilha.

      Mascarenhas

      Eliminar
    13. Eu acho que o problema não é do Pizzi, mas sim das ideias que pediam para ele fazer. Ou seja, é o mesmo que teres uma chave Phillips e teres um parafuso para chave de fendas.

      Por exemplo, no jogo com o Porto, a meu ver, o Rui Vitória deveria ter pedido ao Pizzi para ficar mais próximo do Fejsa e o único do trio com maior liberdade táctica ofensiva seria o Zivkovic. Não foi isso que ele pediu. Ele pediu que ambos fossem para o ataque sempre que podiam. Resultado: muitas vezes deixaram o Fejsa frente a dois. Pode não ter sido por causa do Pizzi que sofremos o golo do Herrera, mas acredito que com esta nuance táctica, não só a exibição do 21 seria muito melhor, como também teríamos tido outro domínio na partida.

      O caso de João Carvalho e outros, é pura e simplesmente o facto de terem muito ainda para aprenderem. Claramente vê-se erros de posicionamento do JC quer com bola (especialmente como recebe e o tempo que demora a ficar equilibrado com o esférico nos pés, quando está pressionado), quer sem bola (não sabe cortar linhas de passe, não define bem os momentos de pressão,...), tudo detalhes que o Pizzi sabe fazer.

      Eliminar
  6. António Madeira02/06/18, 22:37

    Se me fizessem esta pergunta, a primeira resposta seria: "Não quero nenhum."
    Isto porque eu vivi o verão quente do Benfica e jamais esquecerei o que nos fizeram quando estávamos no chão. (e do que, ao que parece, fizeram com o Mourinho, criando toda aquela novela que o levou para os corruptos).
    Eles já nos odeiam e invejam o suficiente, não os quero ainda mais assanhados. É deixá-los ir o mais fundo possível...

    Mas num exercício puramente especulativo, até porque não acredito que algum deles queira ficar em Portugal perante as ofertas que irão certamente chegar do estrangeiro), concordo que o Acuña seria uma boa opção para a nossa esquerda (saindo o Grimaldo). O Bas Dost seria uma arma temível na frente com o Jonas, mas, para mim, o Bruno Fernandes é um grande jogador e far-nos-ia ganhar um poder de fogo e uma intensidade que não temos neste momento.
    Não vi assim tantos jogos maus dele para o poder criticar como o PP faz, mas pergunto: qual é o jogador que poderia estar descansado, a trabalhar de cabeça fria e a jogar o que sabe com aquele psicoapta lunático todos os dias a moer-lhes a cabeça?
    Estes seriam os meus três escolhidos. Para todos os outros temos soluções iguais ou melhores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não entendo porque estão a colar as duas situações. Não tem nada a ver.

      Aqui é um comportamento super incorrecto por parte da direcção do Sporting. O Rui Patrício quer sair, mas o presidente quis dizer-lhe que só sai se ele estiver para ali virado, ou seja, teve um atitude de ditador. No verão quente, foi uma questão de tesouraria e de jogadores que foram impacientes/ambiciosos em querer sair do Benfica para ir para o Sporting ganhar mais. É bem diferente e é bom que isso esteja bem presente por parte dos adeptos do Benfica.

      Posso perceber que o Bruno Fernandes seja um bom jogador, mas já vi tantos jogos dele no Sporting que não consigo dar a ele o relevo que muitos dão. Para o bruá que se criou à volta dele, penso que deveria ter sido muito mais decisivo em alguns jogos. Frente ao Benfica e ao Porto não se viu por exemplo. Depois, em muitos jogos não foi consistente o suficiente para manter a qualidade de jogo,... enfim, prefiro o Pizzi. Aliás, não entendo como muitos Benfiquistas estão a desprezar o transmontano. Depois, não te esqueças que ainda tens o Krovinovic e o Zivkovic...

      ;)

      Eliminar