05 março 2017

Quatro para um ofensivo...


... e mesmo assim não marcam?!


É completamente inadmissível a finalização do lance de contra-ataque do Benfica frente ao Feirense, aos 19 minutos de jogo. A decisão de Salvio não é um atentado à boa tomada de decisão, como é um tratado de individualismo. Um lance em que o Benfica consegue colocar quatro atacantes para apenas um defesa do Feirense (não estou a contabilizar o guarda-redes), tem de dar golo, pura e simplesmente! Se há lance que se pode mostrar ao jogador para corrigir erros é este.

O Salvio neste lance demonstra bem os defeitos que possui enquanto futebolista. Se estão a pensar que o maior deles é o excesso de individualismo, eu respondo que não! O argentino primeiro que tudo, tem de ter maior inteligência de jogo. Tem de pensar o jogo como um todo e não apenas como uma parte. Dessa forma ele tenderia sempre a tomar a melhor decisão. Decisão essa que muitas vezes não é passar apenas a outro jogador. Por vezes é preciso saber ir para cima do adversário, atraindo-o, fixando-o e depois soltar ou até mesmo, vencê-lo no um contra um. Outras, é o adversário que já nos fixou à muito, pelo que temos de saber jogar com isso, quer seja utilizando o apoio do colega de equipa, quer seja antecipando ao adversário. Neste lance o camisola 18 encarnado, não demonstra isso. Tivesse soltado logo para a direita, o lance teria resultado no primeiro golo do Benfica, que poderia ter catapultado a equipa para outra exibição. Segundo, o Salvio tem dificuldades jogando como avançado puro, uma vez que o seu pé esquerdo não é tão forte. Reparem como ele tem dificuldade de simular que vai pela esquerda, optando logo por um remate com esse pé, que não lhe sai nada bem, comparativamente se tivesse sobre a meia-direita?

É esta forma de (não saber) jogar do argentino, que leva a um desgaste tremendo da equipa encarnada. E, é aqui que o Rui Vitória tem de corrigir. A começar pelo puxão valente de orelhas ao Salvio e terminar com uma revisão da construção de jogo encarnado. O argentino não pode de todo fazer parte da 2ª fase de construção de jogo encarnado. Referir que nesta fase o portador da bola está ainda no seu meio-campo, pelo que terá ainda em média os dois avançados encarnados à sua frente. Pois bem, o argentino tem de ser um desses dois (ou até três) homens do ataque encarnado e não o contrário. Só assim asseguramos que se houver uma perda, esta seja numa terceira fase e não na segunda. É que, acontecendo desta maneira, os contra-ataques do adversário fazem com que a equipa tenha de despender imensa energia para recuperar a posse de bola. Energia essa que é fundamental conservar para alturas nevrálgicas dos jogos. Nesse contexto, vejo duas posições que o Salvio possa jogar com algum êxito: como extremo direito puro (i.e., não como um médio-ala direito puro como tem sido no Benfica, mas sim, um avançado direito colado à linha e ao mesmo nível que o ponta-de-lança da equipa), ou como duplo avançado (ao lado do ponta-de-lança). Pelo que vi com a inclusão do Zivkovic no onze titular, foi um pouco isso que o RV quis fazer. Contudo, a bola ainda passa pelo Salvio na 2ª fase de construção, quando deveria passar pelo sérvio, neste modelo. Reparem que quando isso aconteceu, o Benfica esteve sempre mais próximo do golo, como podemos ver por este lance de "levar as mãos à cabeça". Reparem também como é quase sempre o Salvio que trava o bom jogo do Benfica criado pelo Pizzi... tal como mostra a figura acima.



77 comentários:

  1. Um atentado ao futebol este Salvio, leva qualquer pessoa ao desespero.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É importante uma equipa ter estes to(n)to's. São eles que muitas vezes criam magia no último terço do terreno. Mas, lá está ele tem de ser um jogador de terceira fase e não de 2ª...

      Eliminar
    2. Acho que já começa a fartar de malhar no Sálvio!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    3. Acho que já começa a fartar o Salvio malhar em nós todos.

      Eliminar
    4. Lol! Tenho de concordar com ambos.

      😅

      Eliminar
  2. António Madeira05/03/17, 01:15

    É uma boa chamada de atenção, porque este lance nem nos iniciados. Foi exasperante ver a forma como o Salvio finalizou a jogada. Não sei como seria o jogo caso tivesse sido golo, mas a verdade é que tivemos de lutar até ao último segundo quando podíamos ter resolvido o jogo mais cedo e feito descansar a equipa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teria sido muito mais fácil...

      Eliminar
  3. Com 1 Treinador mais exigente e mais objectivo no ataque, ou seja, MAIS COMPETENTE E MAIS ASSERTIVO, tudo se simplificaria!

    Por exemplo, PORQUE RAZÃO REMATAMOS TÃO POUCO...
    ... E QUASE SEMPRE MAL E SEM CONVICÇÃO à baliza contrária???
    Porque razão o Sr.RV CONTINUA A INSISTIR em... recorrentes e massacrantes "tabelinhas a mais", quase sempre estéreis???

    Agora, quando à imagem de 1 BENFICA que, lamentavelmente,...
    ...NÃO DEFENDE BEM (tem SIM, 1 GR excepcional - Ederson!), ...e "usa e abusa" de pouca dinâmica/criatividade no ataque, ...tudo se agrava quando é sistemática a confrangedora INCAPACIDADE DE CRIAÇÃO DE PERIGO REAL NAS BOLAS PARADAS OFENSIVAS (cantos, livres directos e/ou indirectos)!
    É tão deprimente, que quase envergonha, para o n/ BENFICA!

    Porquê ESTA SUCESSÃO DE VERDADES DOLOROSAS, caro Sr.RV???
    Como sócio do n/ BENFICA, gostaria ser esclarecido e, sobretudo, convencido com Futebol DIGNO DO N/ S.L.BENFICA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A razão de rematarmos pouco está precisamente no facto do Salvio estar muito mais envolvido na 2ª fase de construção que seria suposto.

      Tudo o resto é consequência disto. Com desperdício de energia em busca das bolas perdidas do Salvio. E, com ciclos cada vez mais curtos de posse de bola, porque o argentino está envolvido na 2ª fase, torna-se desgastante para a equipa.

      Agora, não podemos culpar sempre o Vitória por isso, até porque a ideia de jogo foi bem pensada. O problema é que os jogadores não executaram bem. O Salvio foi um deles, mas o Zivkovic também não teve deslumbrante. O mesmo para Carrillo e para os nossos dois laterais.

      Eliminar
    2. Vejo aqui apelar a um puxão de orelhas ao Sálvio. Mas para o RV o Sálvio é o maior... Já que repete os mesmos erros de decisão sem qualquer correcção e sendo sempre premiado com a titularidade.
      Os erros de casting do professor de ginástica, a falta de objectividade, um sistema de jogo baseado no improviso e na inspiração individual é o que temos visto repetidamente sem qualquer evolução ou correcção.

      Eliminar
    3. Não acho que seja assim Ramalhete. Acho sim que os jogadores não estão a executar bem o plano de jogo dele.

      Quanto ao individualismo e improviso isso é uma falácia que te querem dar. Se o futebol fosse como uma linha de montagem seria muito mais fácil desmontá-la.

      Eliminar
  4. Atenção que o Pizzi faz o movimento por dentro em vez de procurar as costas de Sálvio e abrir na linha... não desculpando a decisão de Sálvio, tornou-a mais dificil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho correcto o movimento do Pizzi. Ele não abre na linha porque quem deveria fugir para lá deveria ser o Salvio tal o número de opções que tinha ao lado.

      O argentino nem sequer precisava de perder tanto tempo porque o único defesa há muito que estava fixo...

      Eliminar
  5. Até que enfim uma rabecada em Dom Salvio, PP!

    Ele joga um jogo só dele, com a bola e o chão à frente dele...em todas as fases de construção. Ele decide quase sempre mal, seja em que fase for. A sua titularidade é simplesmente indefensável. Muito mais indefensável quando temos no plantel Zivkovic e Carrillo, duas opções para a direita infinitamente superiores a ele na tomada de decisão, e que não são menos rápidos nem têm menos técnica. Um como falso ala, outro como ala puro.

    Neste lance de 4 para 1, que me deixou com vontade de o estrafegar, repara que ele só foi envolvido na fase final...quem conduziu, fixou e soltou muito bem foi o Zivkovic...

    Percebo o que dizes das fases de construção, mas não jogamos em 4x3x3 puro com extremos puros na linha de avançados, portanto não se aplica. Com médios ala num 4x4x2, é difícil que não estejam envolvidos na segunda fase de construção - digo eu.

    Mas mesmo em 4x3x3 puro, neste plantel a titularidade de um jogador tão cego e tão miserável na tomada de decisão é indefensável!!!! RV tem que bater o pé às ordens superiores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estavas a falar tão bem até... "tem de bater o pé às ordens superiores"!

      Eliminar
    2. Verdade que ele neste lance de 4 para 1 só apareceu na parte final, mas aqui é um lance de 4 para 1. Tinha mais 3 colegas à sua frente/ ao seu lado. Só tinha de passar ao que tinha maiores chances de fazer golo.

      Se ele perdesse a bola para o defesa do Feirense. Este poderia lançar logo o contra-ataque deles. E repara que assim poderiam fazer um 9 para 6 encarnados... com um débil posicionamento em campo (vulgo equipa partida).

      O nosso esquema táctico não é rígido. Ontem percebi o que o Rv quis com o Zivkovic e o Salvio. O problema é que os movimentos destes não estavam sincronizados. Aliás nem sequer os movimentos dos laterais estavam. Tirando o Pizzi, os dois gregos e o Ederson, senti-os muito desalinhados. A saída de bola deveria ter sido sempre da direita para a esquerda na 1a fase e depois da esquerda para a direita na 2a fase.

      Por outro lado, em ataque planeado, quando as bolas estavam a ser trocadas na nossa 1a fase de construção, o posicionamento e movimentos dos nossos atletas no ataque não foi o melhor o que não ajudou para criar espaço e tempo para os jogadores poderem ser mais perigosos.

      Eliminar
    3. Quanto às ordens superiores... já pensei que isso acontecesse mais. Mas, há casos que isso não acontece. O Luisão é um bom exemplo. Seria preferível apostarem no Lisandro, pois o argentino tem mercado e no entanto, fica no banco ou na bancada.

      Neste momento, o Rafa tinha mais lógica em ser aposta que o Zivkovic com 2o avançado, uma vez que foi um investimento avultado e com 23 anos deverão querer valorizá-lo...

      Mas, não é isso que tem acontecido. A direcção como é óbvio tem interesse em colocar o Salvio na vitrine. Mas, está longe de ser uma imposição. Temos é de ver isto do ponto de vista da experiência competitiva... daqueles que estiveram em campo ontem, do lado encarnado, talvez o Salvio tenha sido o nosso segundo jogador mais experiente, com mais jogos com a camisola encarnada.

      Eliminar
    4. PP, os movimentos de Dom Salvio, sendo profundamente estúpidos na maioria das vezes, muito dificilmente sincronizam com os de um jogador tão inteligente como Zivkovic...

      É como esperares sincronismo entre Obama e Trump...;)

      Eliminar
    5. O Ziv está longe de estar isento de responsabilidades meu caro.

      Eliminar
  6. @lawrence,

    Pois, confesso que hesitei antes de acrescentar esse frase. Mas sinceramente, não vejo outra explicação para a titularidade de Dom Salvio ser o dogma que se vê! Consegues ver outra explicação? A outra potencial explicação seria o RV não ver o que menciono acima...mas nem eu, que sou crítico de RV, acredito nisso, sinceramente. Se eu consigo ver isso, o treinador do tricampeão não consegue?? Muito inverosímil, muito mais que a hipótese de ordens superiores, conhecendo o que a casa gasta...

    @PP, não disse nem penso que as ordens superiores se aplicam a todo o onze...só a esta questão de Dom Salvio. E tu, que atribuis a RV muito maior capacidade técnica e táctica que eu, imagino que não acredites que RV não vê que Dom Salvio tem péssima decisão, que estraga grande parte das nossas jogadas promissoras e que desgasta muito mais a equipa com frustração e esforço de recuperação...certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Rui Vitória tem enorme capacidade técnica e táctica, mas acima de tudo tem algo que muitos de nós não consegue ver, nem sequer perceber... sabe que o jogador erra e vai errar.

      Cada vez que leio os comentários do pessoal sobre a exibição menos conseguida de um jogador, sabes qual é a solução que apresentam? Mudança de cromo. Por eles passariam jogo a jogo a mudarem os cromos todos. Ora isso não é possível, nem sequer é o melhor. Os jogadores erram, mas devem ter hipóteses de melhorarem. E, essas hipóteses devem ser ainda maiores quando eles estão a aprender funções novas. É por isso que defendo o Rafa, como também vou defender o Zivkovic, porque não tarda nada virão criticá-lo.

      Quanto ao Salvio, penso que o argentino é excelente numa função que pretendem que ele executa. O problema é que ele tem aparecido mais vezes noutra função que outros deveriam fazer ou que outros estão a colocá-lo antes do tempo.

      Se o Salvio ficar colado à posição de extremo direito, ele obrigará a que o lateral esquerdo adversário tenda sempre a afastar-se um pouco mais do central desse lado. Atendendo que o segundo avançado recua entre-linhas e o ponta-de-lança da equipa está normalmente no flanco oposto (ao segundo poste), cria ali um espaço que deve ser aproveitado pelos jogadores encarnados. Agora, se o segundo avançado fica muito lá na frente, temos todos os corredores ocupados. Como o adversário joga quase sempre em bloco baixo e compacto vai ter sempre esses corredores ocupados. Como desocupá-los? Através da mobilidade. Fixa-se Salvio à direita e Mitroglou no segundo poste (mais à esquerda), recua-se entre-linhas o Zivkovic (2º avançado) e Carrillo do lado esquerdo para o centro, Pizzi com a posse de bola, o Almeida a tentar atacar o o centro, isto cria uma linha de passe para o Salvio ficar liberto na direita, para depois poder cruzar com perigo para a finalização no corredor central.

      Outra ideia, é com o descer para entre-linhas do Zivkovic, o Salvio poder atacar o espaço livre. Algo, que foi feito várias vezes e com um certo perigo. No entanto, para que isso tenha sucesso, é preciso que as movimentações entre-linhas tenham de ser bem feitas, coisa que poucas vezes aconteceu. Por exemplo, o Zivkovic e o Carrillo muitas vezes não recebiam a bola na posição correcta para dar continuidade aos lances. Estavam muitas vezes atrasados. E isso obrigou a equipa a reiniciar demasiadas vezes a construção de jogo.

      Eliminar
    2. O Salvio a extremo puro? Duas observações sobre isso:

      - pensava que defendias os 'falsos' extremos, de pés trocados...

      - mesmo como extremo puro, porquê Salvio em vez de Carrillo, cujas inteligência de jogo e tomada de decisão são muito melhores, não sendo de resto inferior em nada (técnica, velocidade, disponibilidade para defender,...)???

      De resto, não deixa de ser curioso que tu, que defendes Zivkovic e Carrillo para serem os nossos extremos 'falsos', venhas culpá-los da exibição de ontem versus o Salvio - do que li até agora, toda a gente diz exactamente o contrário...o Carrillo particularmente fez um bom jogo (o melhor, junto com Pizzi, para mim).

      Fazes muito isto aqui: defendes a posição A, mas se depois vem algum leitor defender, nos comentários, a mesma posição A, contorces-te todo para defender a posição B...juro que não percebo.

      Eliminar
    3. Eu não defendo uma solução. Não sou daqueles que acha que o melhor bolo tem de ser o de chocolate. Este pode até ser de caramelo ou morango. Vou gostar dos três. E, vou saboreá-los da mesma maneira, mas com sentidos diferentes.

      É como gostar de uma morena, loira ou ruiva. Quando se gosta, gosta. Agora, não vou dizer que prefiro A, B, ou C.

      Eu tenho defendido os "falsos" extremos porque penso que melhor servem os propósitos do clube. Sobretudo se o Rafa mantivesse a titularidade no onze. Dessa forma, o Zivkovic começaria colado à direita, como médio-ala direito, e depois no seu movimento interior, abriria o espaço para o Rafa poder atacar sobre o flanco direito. Um pouco à imagem do que acontece com o Bernardo Silva no Mónaco. Mas, esta não é a única solução para o êxito.

      Sinceramente, gostei da ideia de colar o Salvio à linha direita. Não gostei foi da forma como precipitadamente procuraram a ele e não tanto o Zivkovic. Aqui terei de repartir as culpas por quem envia, mas também quem recebe. Ou seja, o meio-campo encarnado e o Zivkovic.

      Eu venho culpar a exibição de ambos, porque não souberam interpretar bem o plano de jogo. O futebol joga-se com uma bola, mas a este nível, não é apenas com a bola. É com o espaço e o tempo. E, para isso requer inteligência de jogo para o entender.

      Óbvio que o Salvio esteve péssimo. Mas, o jogo foi muito atabalhoado para ser ele o único responsável.

      Eliminar
    4. Ninguém defendeu que ele foi o único responsável...mas apenas que foi mais responsável que outros, nomeadamente Carrillo (sobretudo) e Zivkovic...

      Eliminar
    5. Mas, isso estamos todos de acordo. Agora, também devemos contextualizar correctamente. Nem sempre o Carrillo e o Zivkovic serviram e posicionaram-se bem para melhorar a fluidez de jogo ofensivo do Benfica. E, parte do problema na nossa qualidade de jogo foi esse.

      Eliminar
    6. A questão é que tu, antes dos jogos, manifestas sempre uma preferência - digamos pela morena (uma preferência pessoal ;)). Até seres confrontado com comentários nesse sentido ou com o jogo - aí já ficas todo quântico rsss

      É evidente que há muitas formas de jogar e de ganhar - é uma LaPalissada. Agora, esta tua abordagem flutuante é muito cómoda porque tens sempre razão (e nunca tens razão...) ;)

      Eliminar
    7. Mas, eu não estou com interesse em ter razão. Estou mais interessado em entender as diversas perspectivas. Acredito piamente naqueles que dizem que a riqueza está na diversidade. Por isso, quando eu digo que preferia jogar com "falsos" extremos e vejo o Rui Vitória a colocar o Salvio a extremo direito e o Carrillo na esquerda, num modelo híbrido entre extremos "puros" (argentino) e "falsos" (peruano), não vou logo saindo a criticar e a bracejar contra o treinador por não ter colocado segundo a minha visão. Prefiro, antes tentar colocar-me nos seus pés e perceber as motivações para aquelas decisões e os seus prós e contras. Penso que assim podemos aprender muito mais.

      ;)

      Eliminar
    8. Ok estou esclarecido - explicaste particularmente bem :).

      Espero que consigas também colocar-te nos pés do leitor confundido, que dá consigo a pensar se não haverão vários PPs a escrever aqui rsss

      É uma limitação do leitor confundido, seguramente: esta tua atitude quântica de invariável humildade e incondicional boa vontade em relação ao treinador é de se lhe tirar o chapéu!

      Eliminar
    9. No momento em que quase todos os teus "onzes" sugeridos antes dos jogos não se concretizam, das duas uma, ou estás sempre a refilar com o treinador, ou então começas a tentar perceber "porque raio ele aposta sempre naquele fulano e não no sicrano"?

      ;P

      Eliminar
    10. Pois, eu como sou 'Primário', estou sempre a refilar com o treinador!...

      Venho aqui à espera de cumplicidade e levo com o outro PP - é duro! J

      Eliminar
    11. Ó!? Não venhas com isso... somos todos "primários" quanto ao futebol. Não é uma ciência exacta, mas sim empírica. Aliás, muito empírica.

      Quanto à cumplicidade, não te esqueças que este artigo foi a "malhar" no Salvio (porque ele mereceu), mas foi também uma tentativa de apontar soluções de compromisso. Quero com isto dizer que sei que o Salvio não vai mudar da noite para o dia, só porque o dizemos ou berramos. É preciso criar o cenário perfeito, daí ter feito a crítica quanto à nossa construção de jogo na 2ª fase.

      Por fim, e porque ainda não escrevi, que enorme jogo do Pizzi, não achas? Para mim, é actualmente o melhor médio-centro português da actualidade.

      Eliminar
    12. Estava a fazer o humor...

      Quanto ao Pizzi, sem dúvida! Jogo monstruoso, sobretudo na segunda parte. Também acho que é o melhor médio-centro português da actualidade. Ando há meses a ficar possesso e a refilar (lá está...;)) com os benfiquistas que andam sempre com o mantra 'falta-nos um 8!!!'...normalmente, são pessoas que confundem futebol com atletismo e/ou halterofilismo ;)

      PS. Esta opinião não invalida que eu ache que, em certos jogos (como o de 4a feira), só Pizzi e o 6 não chega - é preciso um terceiro médio interior. Mas isso não é por ser o Pizzi, diria o mesmo qualquer que fosse o nosso 8 - é porque com equipas tão ou mais fortes que nós, acho que não devemos ter inferioridade numérica na zona central do meio-campo.

      Eliminar
    13. Também não entendo o porquê de quererem outro "8" quando o Pizzi é o melhor deles todos em Portugal.

      Eu até acho que o Pizzi de hoje comparado com o Pizzi do Dragão na 1a volta não tem nada a ver.

      Mais, entendo que um reforço da zona central em certos jogos faça sentido. Mas, só o faz porque infelizmente os nossos alas e atacantes muitas vezes não fazem as coisas bem, sobrando para a dupla de meio-campo que contra uma equipa melhor fica sobrecarregada.

      Por exemplo, isso foi visível frente ao Dortmund. Mas, também nesse jogo percebemos que o Pizzi fisicamente pode chegar a outros patamares.

      Eliminar
  7. PP, tu bem tentas discutir futebol, o jogo, mas tens aqui uma plateia de falhamos sempre a responder as mesmas asneiras.

    Zé Pincel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tu discutires futebol e o jogo, explicando porque achas que são asneiras, está quieto...

      Eliminar
    2. Ó Zé isso é uma entrada em pés juntos, pá! Temos de saber escutar as opiniões dos outros. Mesmo com aqueles que à primeira vista podemos pensar que não sabem muito, aprendemos. Por vezes, são até com eles que aprendemos mais.

      Eliminar
    3. A pés juntos!! O homem passou foi ao lado. Discutir o quê com esta gente, completamente formatada para apenas dizer mal?

      Zé Pincel

      Eliminar
    4. Por acaso não concordo. A maioria do pessoal que vem ao blogue é super aberta. Por acaso tenho imensa sorte com os meus leitores.

      Vais ver que é assim se vires cá mais vezes.
      😉

      Eliminar
    5. lol, mas discutires tu está quieto.

      Espero que a humanidade já tenha perdido a originalidade, porque com tanta merda humana como esta vai ser dificil levar com mais.

      Eliminar
    6. Discutir é muito primitivo. Debater é muito melhor e muito mais enriquecedor.

      😉

      Eliminar
  8. O que quis dizer foi que Rui Vitoria, na sua bonomia e agradecido a quem lhe proporcionou o lugar que ocupa, mesmo que não lho peçam directamente, saberá interpretar as "necessidades" não desportivas da Sad e insistirá em, por um lado levar à montra quem é preciso, por outro, não reivindicar activos para lugares em deficit há épocas e, por outro ainda, gramar com jogadores em excesso (que são os que facturam mais) para outras posições.
    Portanto, não esperes que bata o pé!
    Agora está a bater às arbitragens porque lhe mandaram, porque quando devia, (Boavista e Setúbal, por exemplo) não miou!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ok...concordo contigo. No dia em que o Tino de Rans ganhar o Prémio Nobel da Física, o RV vai bater o pé ao Vieira...J

      Eliminar
    2. Pois é, lawrence, mas agora faz a análise dos jogos em que o Salvio não jogou e se os problemas ficaram bem resolvidos?

      Que me recorde, só no jogo frente ao Leixões para a taça de Portugal é que gostei da dinâmica dos nossos extremos, e mesmo assim, nesse encontro acabámos por sofrer dois golos...

      Eliminar
  9. Este Salvio tira-me do sério. Durante todo o jogo não fez uma única jogada com principio, meio e fim. E só prejudica a equipa, com as bolas que perde e lances de ataque que desperdiça. Salvio era o jogador que eu achava mais decisivo e que mais gostava de ver. Infelizmente regrediu.
    mlm

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tira a ti e a todos nós. Mas, há muita coisa que falha para além dele.

      Neste lance atribuo responsabilidades a ele. Mas, há coisas no nosso jogo que não é apenas dele.

      Eliminar
  10. pareceu-me que ele ao avançar demais com a bola, pensou que os outros 3 ja estivessem em fora-de-jogo. da pra perceber que ele diz algo do genero quando mitroglou vai fulo atras dele... mas pessima opção, alias neste jogo o argentino teve muito mal! também não é o tosco que agora pintam, ja marcou alguns golos e varias assistencias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, mas por mais justificção que dê está errado.

      Eliminar
  11. Boas,

    Em relação ao Salvio, já há algum tempo que acho que aquilo não é defeito, é feitio. Ou seja, não me parece crível que nesta fase da sua carreira ele vá mudar o seu jogo ou melhorar as suas decisões. Ele é muito forte num aspecto muito específico do jogo, o um-contra-um, e assenta o seu futebol nisso. Não é um jogador burro, mas também não é dos mais esclarecidos. Quando consegue ultrapassar os adversários várias vezes por jogo, acaba por desequilibrar a nosso favor.
    Quando não, desequilibra contra nós.

    Vejo-o como uma arma especial a ser utilizada em missões específicas. Faz sentido no nosso plantel, mas acho que tem sido utilizado em demasia. Por 25M seria bem vendido e não ficávamos descalços. A estratégia pode passar por aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas, para valer 25M€ precisa de fazer muito mais do que tem feito...

      ;)

      Eliminar
    2. Se algum clube der 25M€ por Dom Salvio, eu próprio vou levá-lo ao aeroporto, tentando com todas as minhas forças esconder o riso - e provavelmente falhando.

      Eliminar
    3. Ah! Ah! Ah! Aposto que ainda virás a ter saudades do Toto... é sempre assim.

      ;D

      Eliminar
  12. 'Mete o Marega!'

    Eleições antecipadas já!

    Os pontos é como tudo o resto: à dúzia é mais barato!

    Lazlo Boloni reconhece: je suis très content.

    Juande Ramos desabafa: Pedro me habia dicho que era un club grande, que va! Solo he aceptado porque sabia que Pedro no ia ganar! Ja ja ja ja ja ja! Rumo al tetra!

    ResponderEliminar
  13. Estou a ver que foi um bom jogo para não ver. Até os mais empedernidos defensores do #Sasnio estão carecas com a exibição fabulástica dele, imagino o que eu teria a dizer.

    Só o lance que mostras aqui, visto hoje de manhã, pôs-me a vociferar impropérios!

    E não haver uns turcos/chineses que o levem por 15 ou 20 mendilhões...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que a relação de um adepto com o Salvio é de amor e ódio.

      Mas, estou certo que nos poderá dar mais alegrias. Aliá estou convicto de que fará um grande jogo em Dortmund. 😉

      Eliminar
    2. Se isso quizer dizer que alguém estará disposto, no Verão, a acenar com 15/20 ou na loucura 30 Mendilhões, que Mendes te oiça!

      Eliminar
  14. Salvio é um jogador burro que já devia ter sido corrido há muito tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso são palavras muito fortes...

      Eliminar
    2. Isto é chamar os bois pelos nomes. Coisa muito bizarra em Portugal...
      Subscrevo completamente, já o escrevi muitas vezes.

      Eliminar
    3. Burro é você seu Anónimo06/03/17, 19:14!!!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  15. E para amanhã?

    Quando tínhamos o Fejsa e o Filipe Augusto, tinha-me ocorrido uma estratégia diferente, que talvez ainda se possa implementar, com o Samaris e o André Horta.

    Essa estratégia seria um 'italiano' 4x3x2x1, com Pizzi e Horta interiores à frente de Samaris (ou Pizzi e Samaris interiores, à frente de André Almeida). Depois, nas costas de Mitroglou, os nossos dois jogadores mais inteligentes e técnicos a jogar no espaço entre linha defensiva e linha média deles: Zivkovic e Jonas. Os tais meios espaços podiam ser muito bem aproveitados por estes dois craques, alimentados pela visão de jogo de Pizzi e Horta, bem como pelo Nelson Semedo e Eliseu (ai Grimaldo Grimaldo...). Até porque eles jogam com três defesas, este trio no ataque podia fazer-lhes muita mossa, usando as subidas dos laterais para atrair um dos defesas...

    Um disparate?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que sim, mas só por um motivo. Acho um disparate experimentar coisas novas num jogo desta importância.

      O BVB está a recuperar bem a forma futebolística e, depois do jogo de Lisboa não vão facilitar. Só que quanto mais tempo demorar o golo a aparecer mais precipitados vão andar (por acaso não tive hipótese de ver o jogo com o Bayer, para perceber como estavam as coisas) e mais espaço haverá para o Benfica conseguir sonhar.

      Eu, na loucura, iria a jogo com o 4231 que já usámos contra o Bayern na Luz o ano passado, senão é usar o que funciona e a equipa conhece.

      Eliminar
    2. Claro, estamos de acordo. Este 4x3x2x1 só poderia ser usado no pressuposto de o estarmos a treinar como plano específico para a segunda mão, desde o jogo da primeira mão...

      Eliminar
  16. Furibundo com o onze!

    Então o RV diz que temos que ter mais critério na saída de bola que na primeira mão e deixa os dois jogadores com mais critério com bola no banco (Zivkovic e Jonas)????!!!! Para incluir no onze os dois jogadores com menos critério (Dom Salvio e Cervi)????!!!!!

    Está certo...

    Enfim, nem tudo é mau: pelo menos fez o mais importante, acrescentando um médio centro. Mas este onze é para aguentar o 0-0 e esticar nas correrias sem critério do Salvio e do Cervi...vai dar massacre!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a razão caro Benfiquista Primário

      Mas pelo menos o Cervi ainda entrega a bola jogável e teve um golo nos pés.
      Mas impunha-se de início o Zivkovic no lugar do Sálvio.
      É óbvio que a falha de marcação no 2º poste pelo Nelson que dá o 1º golo dos gajos estragou a estratégia, que pelo que se viu pelo resto da 1ª parte poderia resultar num bom resultado.
      Quanto ao Jonas, ainda não me parece na plenitude dos seus recursos físicos.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
    2. Caríssimo Ppimenta6,

      O Jonas ainda ontem disse, depois do jogo, que está a 100%.

      Quanto ao primeiro golo, acho que o principal problema foi não atacar aquela primeira bola ao primeiro poste (igual à do Nápoles, recorda-se?...). O NS faz o que está certo no nosso modelo de defesa à zona das bolas paradas - subiu com o primeiro passe para fazer fora-de-jogo. Não consegui perceber se o fez demasiado tarde...acho-o mais responsável pelo quarto golo, apesar do fora-de-jogo não assinalado.

      O Salvio tem a visão de jogo de uma toupeira com cataratas, mas tem lugar cativo no onze. Empurrando o nosso melhor extremo (Ziv) para o lado esquerdo, onde rende um terço, ou até para o banco!

      O Luisão é outro com lugar cativo, empurrando o Lindelof para o lado esquerdo, onde rende metade, e Jardel para o banco...pensei que o ano passado tinha deixado claro qual é a melhor dupla de centrais...

      Pó crl com o stôr de ginástica! Estou farto de banhos de bola e humilhações em todos os jogos grandes! Agora, ainda por cima, nem com os fracos somos realmente fortes...é ver as últimas vitórias no campeonato, arrancadas a ferro, com uma espécie de futebol preso por arames!

      Ontem li uma citação do Mourinho - 'joga-se como se treina'...

      Eliminar
    3. E o Roger Schmidt desempregado...

      Eliminar
    4. Boa tarde malta! Infelizmente, esta semana tive muito trabalho, por isso só agora escrevo.

      Não podemos colocar tudo em causa quando perdemos. O Roger Schmidt está desempregado, mas não faz qualquer sentido neste momento. Mais do que pensar em mudar as peças, devemos perceber de facto o que aconteceu de mal.

      Eliminar
    5. Estou sem net em casa até ao fim do mês, portanto comentários só nas pausas para café.

      Não coloco tudo em causa, nem estou a apelar ao despedimento do RV, calma! Por muito que me custe não vi o jogo de Dortmund (nem devo ver nenhum até ao fim do mês) e como disse anteriormente, enquanto que achava que o Benfica tinha hipóteses, não era o favorito e levar 4 do Dortmund no Westfallen é mais a regra do que a exepção (comparações com outra equipa que este ano foi lá e levou só 1 são remetidas para outros comentários onde se disseca a meia equipa titular e as adaptações feitas pelo BVB para essa partida).

      Quanto a treinadores, RV não foi dos meus preferidos (está documentado por aqui) e conquistou-me ao longo dos tempos. Se acho que é o "máximo" com que somos permitidos sonhar? Obviamente que não! Mantenho as minhas preferências (Vitor Pereira e Paulo Fonseca, lusofalantes, e Lucien Favre e Klopp - na altura desempregado, no dominio dos estrangeiros). Acontece que da mesma forma que na altura punha o Klopp no lote apenas por estar desempregado, excluia o Schmidt por estar empregado e bem empregado. Sou realista para perceber que o Schmidt dificilmente virá para a Luz. E mesmo que viesse, preferia que viesse para uma equipa tetra-campeã que perdera o seu treinador porque saiu pela porta grande para um clube com outro tipo de capacidade.

      Eliminar
  17. O Rui Malheiro no 'Grande Área' desta semana é que disse tudo: 'ao fim de 1 ano e 8 meses, percebi finalmente qual é o Plano B de RV para estes jogos: deixar os melhores jogadores todos de fora...'

    Depois deu ao Manuel José a constituição dos dois bancos e perguntou-lhe qual era o melhor banco...era o do Benfica, vaticinou o lagarto Manuel José...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas, o Rui Malheiro treina o Benfica? Sabe em que reais condições está o Jonas, o Fejsa e outros?

      Eu olho para o onze do Dortmund e não há um único jogador que diria ser titularíssimo do Benfica neste momento. Aliás, talvez o Raphäel Guerreiro, que é um antigo desejo pessoal, conforme poderão já ter lido na época passada...

      Eliminar
    2. Não treina o Benfica, mas obviamente a questão não é essa: a questão é se achas que Salvio e Cervi têm mais critério com bola que Zivkovic, Jonas ou Carrillo? Já nem falo em Horta vs A Almeida porque não sei se Horta está a 100%...

      Quanto ao Fejsa, sei: está lesionado. Quanto ao Jonas, também sei: está a 100%. Pelo menos foi o que ele disse no final do jogo...será que é verdade ou será que ele confundiu o Dia da Mulher com o dia 1 de Abril? Bom, há sempre a hipótese da teoria da conspiração: Jonas não está a 100%, mas disse que estava, para:

      a) proteger o Departamento Médico (talvez porque ganha comissão do consultório privado dos médicos do SLB?) ou

      b) pôr em causa a equipa técnica, que o tinha acabado de deixar no banco

      Hmmm qual delas a mais plausível...

      De resto, pelo menos da minha parte não estou a pôr tudo em causa por causa de um jogo: há um ano e oito meses que ponho muito em causa...não tudo, mas muito. Em particular, esta época, desde os jogos de Guimarães que ponho muito em causa e há meses que não paro de pôr em causa, por exemplo, a titularidade de Dom Salvio!

      Portanto, caríssimo consócio, não me venhas com essa que eu não precisei do jogo do Dortmund para começar nada...quanto muito para confirmar! E confirmar o quê? Que com RV não somos mais que um Vitória de Guimarães com muito melhores jogadores...e que RV não é treinador de equipa grande.

      Eliminar
    3. A questão também é se achas que mandar Rafa para a bancada é uma boa decisão num jogo em que estratégia para esticar o jogo é só o contra-ataque?

      Eliminar
    4. PP, «Eu olho para o onze do Dortmund e não há um único jogador que diria ser titularíssimo do Benfica neste momento.» a sério?

      Com base nos jogos feitos entre o da Luz e de Dortmund (excluindo este):

      Roman Bürki - Perde para Ederson de caras.

      Erik Durm - Perde para Nélson Semedo
      Marc Bartra
      Sokratis Papastathopoulos - dos dois centrais Sokratis senta Luisão de caras. Não sei se Luisão é compatível com Sokratis, mas 1 deles seria titular no Benfica. Entre Bartra e Lindelöf a coisa é mais equilibrada. Acho que o Sueco tem melhor saída de bola que o espanhol (que por sua vez tem melhor saída que Luisão) e portanto aqui fica um para cada lado.
      Marcel Schmelzer - se este não senta o Eliseu eu sou o Messi!

      Julian Weigl - O Samaris é 1000x melhor do que o Weigl e o RV vai transformar o grego numa espécie de Matthäus... =/
      Gonzalo Castro - Prefiro o Pizzi ao uruguaio.

      Pierre-Emerick Aubameyang - Este não era titular no Benfica? Depois dos elogios todos que tens feito à mobilidade do Jiménez Aubameyang não era titular de caras no Benfica?

      Ousmane Dembélé & Christian Pulišić - Qualquer um destes dois a jogar ao pé coxinho é melhor que Sálvio, e nem sou dos que acham o Dembelé um jogador com bom critério face à concorrência que tem. Zivkovic a treinar no mesmo contexto é menino para sentar qualquer um dos dois, mas pelos vistos não consegue sentar o Sálvio, portanto... Já quanto ao Cervi, gosto muito, mas hesito quanto ao ter capacidade de se impôr. Dou-lhe a titularidade só para reforçar o teu ponto.

      Łukasz Piszczek - Daria luta ao Nélson Semedo, não andasse a jogar mais por dentro. Jogador completíssimo, uma espécia de André Almeida do BVB, só que em melhor com a bola. Onde escolheres o Almeida, o Pisczek fará o mesmo ou melhor.

      Eliminar
    5. Esqueci-me das conclusões: Ou seja, sem meter aqui os lesionados e a recuperar (Reus, Guerreiro e Goetze), pelo menos 5 (Sokratis, Schmelzer, Weigl, Aubameyang e um da dupla Dembelé/Pulisic) dos titulares do BVB na partida de Dortmund até coxos entravam na equipa titular do Benfica. Afirmar que não há um único é exagerado não?

      Eliminar