23 outubro 2012

Spartak Moscovo - Benfica: O meu onze para hoje




Os convocados:


Jorge Jesus levou para Moscovo os seguintes 20 jogadores:

  • Guarda-redes: Artur Moraes, Paulo Lopes e Bruno Varela;
  • Defesas: Luisinho, Garay, Miguel Vítor, Maxi Pereira, Jardel e Melgarejo;
  • Médios: Bruno César, André Gomes, Nicolás Gaitán, Matic, Enzo Perez, Ola John, André Almeida e Salvio;
  • Avançados: Lima, Cardozo e Rodrigo.
O jovem guardião encarnado, Bruno Varela, e o jovem internacional holandês Ola John, deverão ser os preteridos para verem o jogo das bancadas.

Onze titular:

Na baliza, entre Artur e Paulo Lopes, escolhi o português. O motivo é simples, penso que o Artur está a passar uma má fase (muito intranquilo, muitos erros e muitos golos sofridos). Por seu turno, o experiente guarda-redes português tem estado muito confiante e a fazer belíssimas exibições, deixando a baliza inviolável e apresentando uma comunicação bastante elevada com todo o sector defensivo. Em suma, se há momento em que é justo fazer esta alteração é agora!

Na defesa, com o regresso do agora capitão Maxi Pereira e do central Garay dos jogos da selecção nacional, ambos seriam titulares comigo. A acompanhá-los no quarteto defensivo, estariam o central brasileiro Jardel e a novidade Luisinho. O português é uma aposta sobretudo depois dos dois jogos que fez durante este período de duas semanas e no qual o Melgarejo esteve a recuperar de uma lesão. Para além de haver o risco do paraguaio ainda não estar no seu melhor, há também a questão da diferença de qualidades. De facto, estes jogos mostraram que Luisinho não pode ser visto apenas como um suplente do Melga, mas se calhar o inverso fará mais sentido. Eu pelo menos apostaria nele e este jogo frente aos russos até poderia ser uma espécie de tira-teimas, não só para o técnico, mas também para muitos adeptos.

No meio-campo, o sérvio Matic está de pedra e cal, mas com Carlos Martins lesionado devido a um traumatismo na perna direita, o mesmo tipo de lesão que tem o Aimar, a titularidade vai recair sobre o argentino Enzo Pérez, que a abono da verdade tem sido o titular após a saída de Witsel.

No ataque, os argentinos Salvio e Nico seriam os titulares para as faixas, direita e esquerda, respectivamente, sobretudo quando se tem Nolito lesionado com um estiramento no adutor direito. A dupla canarinha formada por Bruno César, atrás do avançado, e Lima, o avançado, seriam a minha dupla atacante titular.

A táctica:

É pois um 4-2-3-1, que poderia transformar-se num 4-4-2 puro se entendermos que o Bruno César teria liberdade para aparecer no ataque. Aliás, essa é uma das críticas que poderei fazer ao Jesus esta temporada sempre que usa o Bruno César. É que o brasileiro esta época tem estado demasiado afastado das balizas e logo ele que tem um índice de finalização bastante elevado. Notar que este 4-2-3-1, é um sistema híbrido, não só a nível posicional, como também a nível estratégico, ou seja, que depende do momento do jogo, podendo o Benfica jogar facilmente em posse ou em transições.

Os suplentes:

Artur seria conforme referi acima, suplente do Paulo Lopes. Para reforçar a defesa, contaria com Miguel Vítor e Melgarejo no banco, com a especial nota que Melgarejo poderia também entrar como extremo na equipa se fosse necessário. Para o meio-campo, Jesus leva André Almeida, que poderá jogar também a lateral direito se for necessário, e a jovem promessa André Gomes que aproveitou da melhor maneira a primeira chamada para o onze da equipa A frente ao Freamunde, culminando com um belo golo. Quanto ao ataque, sem poder contar com o Kardec para este jogo, por estar a recuperar de uma mialgia na face posterior da coxa esquerda, pode no entanto contar com Rodrigo e Cardozo. O hispano-brasileiro tem estado em excelente forma na sua selecção e penso que poderá ser uma arma a colocar dentro de campo. Quanto ao paraguaio, só o usaria se o resultado estivesse desfavorável e a equipa desse sinais de controlar e empurrar o adversário para junto da sua área.


E quanto a vocês? Qual o vosso onze para hoje?

Sem comentários:

Publicar um comentário