13 fevereiro 2012

Depois de Romário e Ronaldo vem aí o... Rodrigo!?


Os anos 90s foram do "baixinho" Romário, o virar do século e do milénio foram do "fenómeno" Ronaldo e esta década será de... Rodrigo?!


O ispânico-brasileiro, filho do ex-lateral esquerdo do Flamengo, Adalberto, é o novo "miúdo-maravilha" do futebol internacional. Um pé esquerdo portentoso, uma técnica e controlo de esférico tipicamente brasileira, uma inteligência táctica europeia, tudo isto aliada a uma atitude humilde e enorme capacidade de trabalho, só tem tudo para ser uma aposta ganha!

Rodrigo no Benfica já contabiliza
15 golos em todas as competições.
No Benfica, o Rodrigo tem sido um "fenómeno", nesta temporada. Em 25 jogos disputados, muitos deles vindos do banco, outros a titular, já fez 15 golos. Esta performance não é nada mal para um miúdo de 20 anos, que ainda deverá estar a procurar o seu espaço no futebol sénior. Até onde poderá ir? Eu ficaria contente se terminasse com o mesmo número de golos que os jogos que disputar durante toda a temporada. Seria mesmo um feito notável de um verdadeiro fora-de-série.

Rodrigo nos sub21 pela "la roja".
Na selecção sub21 espanhola, o Rodrigo é o avançado referência da equipa, num esquema latino de 4-3-3, mas penso que é como 2º avançado, no 4-4-2 de Jesus no Benfica, que acabamos por ver o melhor de Rodrigo no futebol sénior. Penso que no futuro, poderá vir a estar apto a jogar como único avançado lá na frente. Para que isso aconteça, é preciso ter um pouco mais de maturidade e matreirice que só se ganha com alguma experiência. É engraçado verificar e recordar que até mesmo o genuíno "fenómeno", o conterrâneo Ronaldo, explodiu também num modelo com dois avançados, pois ao seu lado jogava um tal de Giovani, no Barcelona de Bobby Robson. Quando vejo as arrancadas e os dribles aos guarda-redes, do camisola 19 encarnado, vejo "flashes" do Ronaldo. Não quero compará-los, pois todos são diferentes. De qualquer das formas, Rodrigo poderá procurar ter uma evolução como a do Ronaldo, que quando chega ao Real Madrid já está mais ciente das funções de um avançado referência da equipa, a.k.a., ponta-de-lança.

  • Um dos movimentos típicos do Rodrigo são as combinações com os colegas de equipa e o drible em frente ao guarda-redes, como podemos ver neste primeiro golo frente ao Nacional:

1 - 2 com o Nolito após mais uma das arrancadas características de Rodrigo...
... para depois finalizar como gosta, i.e., fintando o guarda-redes adversário.

  • Outro dos movimentos típicos do camisola 19 encarnado são as suas arrancadas para o espaço entre os defesas e o guarda-redes adversário, como na jogada para o seu segundo golo frente ao Nacional:
Reparem na mudança de velocidade/capacidade de explosão...

... e no pormenor da finalização pelo "buraco da agulha".

O camisola 19 encarnado
começa a ser uma referência.
A "pérola" encarnada, não será um avançado referência como é o Cardozo, pois as suas características futebolísticas são bem distintas. O 19, gosta de utilizar a sua velocidade ora fazendo diagonais, curtas e longas, ora jogando nas costas dos centrais, ora arrancando no um-contra-um ou procurando tabelar com outro companheiro de equipa. É pois um jogador bem mais dinâmico e móvel. Por isso mesmo, poderá vir a ser bem apreciado em equipas de topo do futebol mundial. Aliás, já se nota no Glorioso. Confesso, que vejo-o a poder levar o Benfica a outros patamares internacionais, se houver inteligência da direcção, da equipa técnica e até mesmo do próprio jogador.

Pode ainda não ter a estrutura muscular
como a do "fenómeno" Ronaldo, mas
garra parece não faltar. E ainda bem!
Para tal, penso que ao Rodrigo ainda falta um pouco de robustez muscular. Olho para o miúdo e vejo exactamente isso: um jogador com um físico de miúdo/teenager. O "fenómeno" com a mesma idade, 20-21 anos, chegava a Barcelona e o seu desenvolvimento muscular era superior. É muito provável que a fisionomia biomecânica do jovem craque seja distinta da do Ronaldo e devemos sempre respeitar a mãe natureza. No entanto, nada nos impede de fortalecer certas áreas para reforçar a sua resiliência face a lesões, sobretudo nas articulações (falo dos joelhos), mas sem interferir com a sua velocidade e agilidade. Está aqui um belo desafio para o LORD encarnado.

Este gesto técnico perfeito com o seu melhor pé
(o esquerdo), conferiu este golaço entrar na curta
lista dos melhores golos da Liga dos Campeões.
Uma verdadeira obra-prima, não é verdade?
Em termos técnicos, penso que é necessário trabalhar melhor o seu pé direito. Não escrevo apenas por causa das más finalizações com esse pé. Falo também para ele se tornar ainda mais imprevisível para os adversários. O seu jogo de cabeça, também tem de ser melhorado. A impulsão poderá vir a beneficiar  do mencionado reforço muscular. Mas, o gesto técnico do cabeceamento, esse continua a ter que ser bem trabalhado. Depois, a questão táctica complementará o posicionamento correcto para esse tipo de lances, sobretudo na grande área, mas não só. A questão mental será determinante para manter níveis de concentração em jogo, mas também para saber decidir o que fazer em cada momento do encontro. Tudo isto, são pontos que poderá evoluir ainda mais.

Rodrigo com penteado à
Ronaldo, versão mundial
2002 na Coreia e Japão.
Depois de Romário e
Ronaldo, será que vai
prosseguir a dinastia dos
 Ro's pelo escrete?
Atingindo o patamar que penso que vai atingir, não tenho dúvidas que será uma referência futebolística internacional, digna da dinastia dos "Ro's", na selecção canarinha. Depois de Romário e de Ronaldo, a selecção brasileira nunca mais teve um avançado centro com este "pedigree" de qualidade. Luís Fabiano, o "fabuloso", nunca conseguiu fazer esquecer Ronaldo. Adriano, o "imperador", prefere mais as imperiais à beira-mar que jogar futebol, sendo hoje um dos maiores desperdícios de talento no mundo do futebol. Robinho, não sendo um avançado centro de raíz, tem claudicado em rodriguinhos de força de vontade no seu sonho de ser o melhor do mundo. Alexandre Pato, anda a perder-se com a vida principesca que leva em Milão. Leandro Damião, ainda é o que tem aproveitado mais esta ausência de um ponta-de-lança na equipa. Contudo, penso que será curto para o escrete. Rodrigo seria pois uma grande solução. Fico é com a incógnita se irá escolher a selecção brasileira ou se irá continuar pela roja... 

Rodrigo está claramente a viver o seu melhor período na sua ainda curta carreira futebolística. Faço votos que continuemos a vê-lo de águia ao peito por muito tempo.


PS: Com o europeu aí tão perto, com Villa nas "boxes" até próximo do europeu, e com um Fernando Torres cada vez menos confiante, talvez Del Bosques possa mesmo resolver em apostar neste diamante, ainda para mais se o Benfica continuar a lapidá-lo como está a fazê-lo... Ah! E porque hoje é dia de aniversário do girafa: Parabéns Luisão!

2 comentários:

  1. Very Light13/02/12, 22:44

    O unico 'problema' é que provavelmente, quando chegar o Europeu, o Rodrigo já não seja jogador do Benfica...

    ResponderEliminar
  2. @Very Light: esperemos bem que isso não aconteça. Tenho esperanças de que este miúdo possa dar-nos aquele pulo que nos falta na europa, a nível de títulos. Ele e já agora o "nosso" Nélson Oliveira.

    ResponderEliminar