27 março 2019

Se acontecer?!


... se houver outros interesses...


Se o poderoso e já veterano ponta-de-lança do Sporting de Braga, Dyego Sousa, que há uma ou duas épocas atrás tinha a carreira em risco por comportamentos dentro e fora de campo não condizentes, e que joga numa posição tão recheada de jogadores talentosos, como André Silva, Gonçalo Guedes, Diogo Jota, Rafa... e, até mesmo o seu colega de clube, o avançado Paulinho, porque razão é que o Gabriel do Benfica não poderia ambicionar em vestir a camisola das quinas?! Ainda para mais, o médio-centro brasileiro tem ascendência portuguesa por parte dos seus avós.

Em termos futebolísticos, e segundo o Sofascore, o centrocampista de 25 anos tem a «maior média de passes longos efetuados a cada 90 minutos: 5,25. Até ao momento soma 84 passes longos em 16 encontros. No capítulo dos cortes e das interceções também se evidencia. Soma 29 interceções (média a rondar as duas por jogo) e 27 cortes (1,7 por desafio). Nestes dois itens, Gabriel domina entre os médios do Benfica e está no top 5 do plantel se se abrir o espectro aos jogadores de todas as posições de campo.» conforme podemos ler no texto de Marco Rebelo no site do Benfica.

Aqui, também fazem referência a «outro aspeto defensivo em que Gabriel tem sobressaído é nos desarmes. Soma 48 em 16 partidas no Campeonato – média de três por desafio. É o segundo melhor centrocampista e melhor jogador na hora de desarmar, só superado pelo companheiro de equipa, Fejsa, com 56.»

Já, «o site Wyscout realça a capacidade de passe do esquerdino, bem como a força demonstrada nos duelos aéreos. A este último não é alheia a estampa física do benfiquista. Com 1,87 metros de altura, Gabriel impõe-se e contabiliza 61% de eficácia nos duelos pelo ar, e na zona central do terreno apenas é superado por Kaio do Santa Clara e por Danilo do FC Porto, sendo que estes dois futebolistas têm mais jogos efetuados.»

O site do Benfica faz uma observação bastante pertinente sobre estes dados estatísticos (algo que muitos sites não fazem): «Apesar de arriscar muito no passe longo, a precisão do encarnado no que concerne ao total de passes realizados cifra-se nos 84%; ao olharmos apenas para o acerto no passe longo, a percentagem baixa um pouco, para os 66%, o que o coloca entre os melhores centrocampistas da Liga NOS. Convém referir que, no item do passe longo, os médios com maior percentagem de acerto do que Gabriel não são tão ousados ou ambiciosos, isto é, têm uma média de passes longos efetuados a cada 90 minutos inferior ao registo do futebolista do Benfica.»

Ou seja, olhando para a selecção das quinas, não temos jogadores que consigam aliar esta capacidade defensiva (poder de antecipar jogadas que se vê nas intercepções e nos desarmes que contabiliza, sobretudo no meio-campo adversário) com a visão e amplitude de movimentos e passe que o Gabriel possui. Ah! Isto para não falar na variabilidade que o "luso-brasileiro" trás à selecção só pelo simples facto de ser esquerdino, numa posição onde apenas adaptando o Raphäel Guerreiro ou o Bernardo Silva possamos vir a ter um pé esquerdo naquele meio-campo.

Em suma, se Fernando Santos quer implementar um 4-4-2 para que possa retirar o maior rendimento de um jogador como o Cristiano Ronaldo já numa fase bastante madura da sua carreira, tem de energizar o seu meio-campo com jogadores que consigam dar dimensão física, técnica e táctica de tal forma que possa abandonar a ideia do tridente de meio-campo e conseguir operar apenas com dois médios-centro a um nível competitivo que possamos pensar na revalidação do título europeu. Não será certamente com uma dupla de meio-campo como a do Wolverhampton, constituída por João Moutinho e Rúben Neves, por exemplo. Nem tão pouco será com uma dupla Danilo e William que conseguiremos esse nível de jogo. Podemos pensar que a selecção pode contar ainda com jogadores com o talento de André Gomes, mas este tem tido uma carreira muito intermitente. Dessa forma, o que o Gabriel oferece não pode ser desprezado e deve ser mesmo equacionado.


11 comentários:

  1. Devo ser o tipo menos nacionalista e patrioteiro deste país, mas nunca concordei com a utilização de jogadores naturalizados nas selecções - o facto do primeiro, no caso de Portugal, ter sido o Deco também é capaz de ter contribuído para esta minha posição...;-) mas a sério que não concordo: se há ideia ainda fiel ao patrioteirismo nacionalista é a de selecção nacional. A partir do momento em que se mantém esse conceito de selecção nacional, não se devia aceitar jogadores nascidos noutros países, mesmo que naturalizados.

    Mas essa decisão foi tomada há 15 anos, não há volta a dar. E portanto, estando a porta da selecção aberta a naturalizados, não podia estar mais de acordo com este teu post. Gabriel tem mais que lugar na selecção, isso está fora de questão! E o teu post explica muito bem porquê. Acho até que, olhando à qualidade das alternativas versus a dele, seria sempre titular...e se a selecção evoluísse para um 442 clássico com dois médios-centro, a minha dupla está feita: Rúben Neves e Gabriel! Bernardo e Rafa nas alas direita e esquerda, respectivamente, João Félix e CR7 na frente!

    Só não sei se não há aquela regra de que ouvi falar nos últimos dias, que obriga a que o jogador naturalizado resida no país durante 5 anos consecutivos? Ou isso não se aplica a Portugal, só à Sérvia ou Ucrânia ou lá o que é?

    Enfim, eu que até me estou a borrifar para a selecção, olha lá a extensão do meu comentário...quer dizer que no fundo não me estou a borrifar para a selecção? Nada disso, nem por sombras: quer mas é dizer que a fome de posts novos teus já era tanta que qualquer assunto marcha bem! :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa... ;D

      O Gabriel tem passaporte português porque é neto de portugueses. O tipo brasileiro tornou-se ucraniano porque joga na Ucrânia à pelo menos 5 anos.

      Deco e outros foram naturalizados num momento em que o Porto apostava fortemente em contratações e pretendia valorizar jogadores, aproveitando também o facto de ter um brasileiro como seleccionador nacional: Scolari.

      Eliminar
  2. De acordo com o post, só um pequeno reparo, onde diz: "tem descendência portuguesa por parte dos seus avós", deveria ser escrito: tem ascendência portuguesa por parte dos seus avós, pois ascendência diz respeito aos antepassados, a gerações anteriores, ao passo que descendência diz respeito a gerações posteriores.

    Oscár Alho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agora, não queria escrever Óscar, em vez de Oscár? O seu nome dá azo a muitas brincadeiras... Ah! Ah! Ah!

      ;D

      Eliminar
    2. Alva Gina Barata dos Prazeres29/03/19, 23:01

      Só pode ser no gozo. Mas raio de pais no seu perfeito juízo dariam um nome desses a um filho? Até o Quim Barreiros conseguia inventar melhor…

      Eliminar
    3. Deve ser "hater"... who cares?! =D

      Eliminar
  3. Entretanto, foi preciso chegar a Abril para ver a primeira expulsão da temporada ali para os lados dos corruptos. Até parece mentira…

    ResponderEliminar
  4. Recordei-me dos seus textos quando Lage rodava o "onze" na Liga Europa!Finalmente, percebi que gerir um grupo é muito complexo. No fundo, a gestão feita por Lage era uma forma de preparar a equipa para os últimos e decisivos jogos. Temos todos os jogadores preparados para entrar na equipa e responder proficiente mente às exigências. Por exemplo, perdemos o Gabriel,mas entrou o Florentino que jogava e ganhar o ritmo na Liga Europa. Agora Ruben Dias está castigado, mas Jardel que jogou na Liga Europa. Temos Sálvio, temos Taarabt...todos com o foco nos objectivos. Quando vejo o Jonas a vibrar com os golos do SLB, estando no banco...tenho de dar parabéns ao seu espaço. Recordo-me que,quando Rui Vitoria estava no comando, este blog chegou a sugerir a integraçao de...Taraabt no grupo de trabalho! Pareceu-me na altura um desvario inqualificável. Obrigado por tudo o que este blog tem escrito. Mesmo a ideia vendida e repetida várias vezes de que Rui Vitória não percebe nada da poda...deve ser desconstruída. Como qualquer ser humano, cometeu erros, mas vejam acabou chegando ao topo da classificação nas Arábias, contrariando as previsões do mestre da tactica.... Fernandes Moçambique.

    ResponderEliminar
  5. Bom dia!

    Podemos fazer uma troca de links entre blogues por favor?

    O meu é: http://davidjosepereira.blogspot.pt/

    Muito Obrigado!

    Depois passem pelo meu a confirmar a troca, para eu também adicionar o vosso blogue aos meus links.

    ResponderEliminar
  6. Tenho algumas considerações tácticas a fazer:

    - Ooohhhh o campeão voltou, o campeão voltou, o campeão voltou 🎼

    - Oh meu amor meu amor
    Escuta o que eu te vou dizer
    Eu quero muito te amar
    Estar contigo até morrer 🎼

    - Benficaaaaa Benficaaaa Benficaaaaa dá-me o 38! 🎼

    Obrigado Bruno Lageeeee!
    Carrega Benficaaaaa!
    🏆🥇🥂

    ResponderEliminar
  7. Está tudo bem contigo e com os teus, campeão?

    ResponderEliminar